Eduardo Barroca  - Vitor Silva / SS Press / BFR
Eduardo Barroca Vitor Silva / SS Press / BFR
Por O Dia
 Rio - Após sua terceira vitória seguida no comando do Botafogo, o técnico Eduardo Barroca valorizou a atuação da equipe no triunfo por 1 a 0, sobre o Fluminense, no Maracanã. Segundo ele, a intenção é conseguir o máximo de pontos possíveis até a parada para a Copa América.
''Percebi que tínhamos um potencial de começar forte a competição ao ver a reação dos jogadores, a dedicação e empenho nos treinos, principalmente após a derrota para o São Paulo. Nossa meta ainda é começar bem, temos desafios duros até a nona rodada. Precisamos focar na recuperação dos jogadores, dar condição a todos eles na semana cheia. Jogar assim até a nona rodada, com muita entrega, dedicação. Sabendo que isso só está acontecendo pelo esforço dos jogadores, por como estão se dedicando", afirmou o treinador.
Publicidade
Barroco também rasgou elogios a Fernando Diniz, seu adversário neste sábado. Para ele, o trabalho do treinador é digno de aplausos.
''A comunidade do futebol precisa bater palmas para o Diniz. Não pensamos em jogar retraídos, no contra-ataque. Tentamos encaixar a pressão e eles conseguiram sair. Usaram o homem a mais (goleiro) e conseguiam. Com hábito coletivo, habilidade individual, confiança que o Diniz dá, nos criaram muitas dificuldades. Sabia que seria um jogo de duelo, muitas vezes coletivo. O tempo de trabalho que o Diniz tem, o que ele impõe a seus jogadores, fizeram a gente ter que sair do que estamos habituados. Tenho que dar os méritos ao trabalho dele. Precisamos ter repertório para jogar de outra forma", completou.