Botafogo vence o Sol de América e se aproxima das oitavas na Sul-Americana

Com um a mais desde o primeiro tempo, Alvinegro não faz bom jogo, mas Erik salva

Por O Dia

Erik corre para festejar o gol da vitória alvinegra em Assunção: time agora pode empatar o jogo de volta, no Nilton Santos
Erik corre para festejar o gol da vitória alvinegra em Assunção: time agora pode empatar o jogo de volta, no Nilton Santos -
Paraguai - A Estrela Solitária do Botafogo brilhou mais forte contra o Sol de América, no Paraguai, na partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. Com um gol do atacante Erik, no segundo tempo, a equipe comandada pelo técnico Eduardo Barroca venceu por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, e deu um enorme passo rumo às oitavas de final. 
O compromisso de volta está marcado para o dia 29, às 19h15, no Estádio Nilton Santos. Para avançar, o Glorioso só empatar. Se os paraguaios devolverem o placar, aí a decisão será nos pênaltis.
Apesar da fragilidade gritante dos donos da casa, o Botafogo pareceu meio preguiçoso no primeiro tempo. O enredo, mesmo com a estratégia de manter a posse de bola, foi o mesmo das últimas apresentações na Série A: muito toque de bola na defesa, um buraco no meio e praticamente nenhuma chance clara de gol.
A situação poderia ter sido pior se não fosse o preciosismo de Clar, que, aos 22 minutos, cobrou no travessão um pênalti cometido pelo zagueiro Gabriel em Villagra. Assustado, o Botafogo deu uma acordada e viu a sua vida ser facilitada após a expulsão de Pardo, que já tinha amarelo e cometeu falta em Fernando.
A melhor e única chance alvinegra só aconteceu aos 47, quando Diego Souza recebeu em condições na grande área, demorou para chutar e foi abafado pelo goleiro Escobar.
O time melhorou muito na etapa complementar. Com total domínio territorial, o time criou mais oportunidades e, se não fosse a sorte da zaga paraguaia, Diego Souza teria deixado o seu. Mas foi Erik, aos 27, depois de saída atrapalhada do goleiro Escobar, que fez o gol da vitória. O camisa 11 é agora o artilheiro isolado da competição, com quatro gols.
Tranquilo, o Alvinegro tocou a bola, mas tomou um calor no final depois da expulsão do volante Jean, que recebeu o cartão vermelho pouco minutos depois de entrar em campo.

Comentários