Fantasma do Z-4 assombra o Botafogo

Time precisa vencer quatro em sete rodadas para escapar da degola. Mesmo número de Valentim em 21 jogos

Por O Dia

Alberto Valentim: no comando do Botafogo, técnico ganhou somente um em seis jogos
Alberto Valentim: no comando do Botafogo, técnico ganhou somente um em seis jogos -

Rio - Se a situação do Botafogo era difícil no Campeonato Brasileiro antes da 31ª rodada, agora ficou dramática. A derrota para o Flamengo por 1 a 0, no Nilton Santos, jogou a equipe na zona de rebaixamento há sete rodadas do término da competição. E o que mais preocupa é o atual rendimento do time.

Desde a retomada do Campeonato Brasileiro após a paralisação para a Copa América, em julho, o Alvinegro vem apresentando uma vertiginosa queda de rendimento. Nas nove primeiras rodadas, antes da pausa para o torneio, o Botafogo ocupava a sétima colocação, com 15 pontos, em nove jogos, sob o comando do técnico Eduardo Barroca. 

O treinador foi demitido ao fim da 23ª rodada, após a derrota de 1 a 0 para o Fluminense, no Nilton Santos.Àquela altura, 14 partidas depois, o time havia conseguido somar somente 12 pontos e já havia caído para o 12º lugar.

Nos dois jogos seguintes, diante de Goiás e Palmeiras, o time foi comandado interinamente por Bruno Lazaroni: venceu o primeiro e perdeu o segundo. Alberto Valentim chegou, vindo do Avaí, o penúltimo colocado do Brasileiro na ocasião. E estreou na derrota de 2 a 1 para o Vasco, em São Januário.

De lá para cá, o rendimento da equipe despencou e a crise financeira se agravou, com salários cada vez mais atrasados: foram seis jogos, com apenas uma vitória — 2 a 1 sobre o CSA, no Nilton Santos —, e cinco derrotas, quatro seguidas.

Para escapar da degola, nas últimas sete partidas, com quatro delas em casa, o Botafogo precisa de quatro triunfos, o que significaria um aproveitamento de 57,1%, digno de times do G-4. Problema maior é que, no comando de Avaí e Botafogo, juntos, Valentim tem 21 jogos e só ganhou quatro.

"O Botafogo não vai cair, precisamos repetir jogos como fizemos contra o Flamengo, com muita intensidade e entrega dos jogadores. Corrigindo erros no decorrer do campeonato. Gostei da equipe", afirmou o treinador. O que preocupa os torcedores alvinegros é se a palavra dele basta.

Comentários