Novo atacante é apresentado pelo Botafogo e comemora: 'Camisa pesada'

Atacante explicou que, mesmo com a alta estatura, é um jogador capaz de trazer mobilidade

Por Lance

Pedro Raul
Pedro Raul -
Rio - A camisa nove do Botafogo tem um novo dono. Pedro Raul foi apresentado de forma oficial ao Alvinegro neste sábado, após o treinamento da manhã no hotel-fazenda China Park, em Domingos Martins, região serrana do Espírito Santo. O atacante explicou que, mesmo com a alta estatura, é um jogador capaz de trazer mobilidade.

"Tenho 1,92. Para a posição é importante ter uma certa altura, mas eu não sou aquele centroavante que só fica parado, gosto de ficar me movimentando, tenho minhas características. Sou um atacante mais móvel do que parado. Me ajuda pela estatura, mas não me atrapalha na mobilidade", analisou.

A ida de Pedro Raul ao Botafogo teve o 'dedo' de uma pessoa conhecida nas bandas do Estádio Nilton Santos: Eduardo Barroca, ex-treinador do Alvinegro e atual comandante do Coritiba. Os dois trabalharam juntos no Atlético-GO, na reta final de 2019, e o atacante afirmou que conversou com o técnico antes de assinar com o clube de General Severiano.

"Ele (Barroca) me ligou assim que ficou sabendo da negociação, me passou um feedback muito positivo do clube. Fiz algumas perguntas e ele respondeu com a maior sinceridade, a gente tem uma relação de amizade. Quando ele estava no Atlético me ajudou bastante, até queria que eu tivesse ido ao Coritiba com ele, mas eu já tinha acertado com o Botafogo e estava ciente da bela escolha que tinha feito. Perguntei da estrutura, do clube, das pessoas lá dentro, coisas normais para alguém que está chegando em lugar novo", contou.

Até aqui, Alberto Valentim indica que Pedro Raul realmente será o comandante do ataque do Botafogo no começo da temporada. O atacante reconheceu que sua posição é cobrada por gols e admitiu que possui uma meta pessoal de um mínimo de bolas na rede por temporada.

"O camisa 9 é sempre cobrado por gols, vou procurar me dedicar sempre nos treinos e nos jogos, para, quando tiver a oportunidade, estiver preparado para fazer os gols e dar alegria à torcida. Eu tenho minha meta pessoal, que é de no mínimo dez gols no ano. Não é um mínimo, é fazer o quanto antes, para depois aumentar. Ano passado consegui bater essa meta e esse ano espero conseguir de novo", admitiu.

Pedro Raul não esconde a empolgação com a oportunidade de vestir a camisa do Botafogo. Com 23 anos, o atacante assinou um contrato de dois anos com o Alvinegro e reconhece que a responsabilidade é de tamanho ímpar.

"Com certeza é o momento de destaque da carreira. É uma camisa pesada. Defender um grande clube é sempre muito importante e estou tendo essa oportunidade tendo 23 anos. É uma responsabilidade boa, todo atleta quer ter. Estou muito feliz de estar tendo", afirmou.
MAIS DECLARAÇÕES DE PEDRO RAUL:

Carreira
- Com 20 anos, tive a oportunidade de ir para Portugal, fiquei dois anos no Vitória de Guimarães. Ano passado, pude voltar para o Atlético-GO, foi um ano muito feliz na minha vida, a gente conseguiu o título estadual e o acesso na Série B. É uma curta carreira, mas tem sido bom, bastante abençoado e, agora com a camisa do Botafogo, espero que continue desse jeito.

Relação com os companheiros
- Está sendo muito bom, o grupo me recebeu muito bem. É um grupo muito bom, jovem, com jogadores de muito caráter e dá para sentir que o pessoal está unido e focado em um só objetivo, que é colocar o Botafogo onde ele merece estar, no topo do Campeonato Brasileiro.

Metas
- Defendendo a camisa do Botafogo você tem que mirar o título, independente do que for.

Alberto Valentim e amistoso contra o Vitória FC
- Tenho conversado com o Alberto, é um modelo de jogo que eu me adapto bem, me sinto confortável. No jogo-treino, tentamos nos movimentar bastante, o resultado não era o principal objetivo, e sim testar as novas peças e os conceitos de jogo. Quanto ao amistoso, a gente vai se preparar nos próximos dias para fazer um grande jogo em Cariacica.

Chegada de Eduardo Barroca ao Atlético-GO
- A gente estava em um momento meio complicado, a gente tinha empatado alguns jogos que não podia ter empatado. O professor Barroca chegou e deu uma levantada na alma da equipe. Ele me passou bastante confiança, sou muito grato a ele. Graças a Deus pude ajudar, o último jogo foi um pouco tenso, mas deu tudo certo.

Responsabilidade de substituir Diego Souza
- Diego Souza é uma referência no futebol nacional, passou por grandes clubes. A gente sabe que o Botafogo não teve um desempenho muito bom no ano passado no ataque, mas temos que olhar para um todo. Esse ano a gente está se preparando bem desde o início para começar as competições bem preparado.

Contato com Carli e Gatito Fernández
- Eles são gente boa. O Joel tem conversado bastante comigo, é gente boa. Ter essas figuras no elenco é importante, são dois ídolos do clube, estou procurando me aproximar deles e do próprio Cícero para ir pegando uma ciência de como lidar com o Botafogo, porque é a primeira vez que estou chegando, então estar próximo deles é bastante importante.

Pré-temporada no China Park
- Tem sido muito bom. A gente está podendo aproveitar a estrutura que o hotel está nos dando, tem tudo aqui, a gente está conseguindo treinar forte e descansar. Vamos ter mais uma semana para aproveitar isso e chegar no dia 26 para tentar vencer.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários