Botafogo acerta contratação de Honda e japonês é esperado para assinar

A proposta alvinegra é baseada em termos de produtividade

Por Lance

Honda
Honda -
Rio - O martelo foi batido e o final foi feliz para o Botafogo. Nesta terça-feira, o comitê de futebol do Alvinegro concluiu a contratação do meio-campista Keisuke Honda. O japonês de 33 anos assinou com o clube carioca até dezembro de 2020 e é esperado no Rio de Janeiro para a realização de exames e assinatura do contrato.

O japonês foi oferecido para a diretoria do Botafogo na semana passada, e o movimento de enviar uma proposta oficial foi uma ordem de Nelson Mufarrej, presidente do clube. Desde então, Ricardo Rotenberg, membro do comitê de futebol, manteve conversas com Kiyosuke Honda, empresário do meia, e os representantes do jogador no Brasil.

A proposta do Botafogo é baseada em termos de produtividade, com uma parcela fixa por mês e variáveis que podem ser aumentadas por jogos disputados, participação direta em gols e ações de marketing. Financeiramente, o negócio com o Alvinegro não era o mais produtivo para Keisuke Honda, mas, com exceção do Glorioso, apenas equipes japonesas fizeram sondagens e o meia não se interessou em atuar no continente asiático.

A presença da torcida do Botafogo também foi outro diferencial para que o negócio tivesse um desfecho positivo. Honda ficou impressionado com os comentários dos botafoguenses na sua conta do Instagram. Na noite da última segunda-feira, os torcedores do Glorioso levantaram uma hashtag em japonês no Twitter que rapidamente se tornou o assunto mais comentado mundialmente na rede social.

Além da questão esportiva, o Botafogo também espera um retorno em termos de mercado com a chegada de Honda. A expansão da marca do clube na Ásia com a chegada de um dos maiores jogadores da seleção japonesa pode ser um atrativo para possíveis novos investidores no iminente modelo de clube-empresa.

O último clube de Honda foi o Vitesse-HOL, no qual ele se desvinculou no final de dezembro. Nos Países Baixos, o meio-campista disputou apenas quatro partidas, sem marcar gols. Na carreira, o jogador de 33 anos soma passagens por CSKA Moscou-RUS e Milan-ITA, além de ser o quarto maior artilheiro da seleção do Japão, com 37 tentos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários