Dirigente do Botafogo espera R$ 4,5 milhões do Flamengo por Arão: ‘Simpático que vai ter que pagar’

Dirigente do clube explicou o caso que aconteceu em 2015

Por O Dia

Willian Arão jogou no Botafogo na temporada de 2015 e deixou o clube de forma polêmica
Willian Arão jogou no Botafogo na temporada de 2015 e deixou o clube de forma polêmica -
Rio - Convidado da live do jornalista Jorge Nicola, em seu canal de Youtube, Carlos Eduardo Pereira, atual vice-presidente geral do Botafogo, abriu o jogo sobre o caso Willian Arão.  De acordo com ele, o clube ainda espera receber R$ 4,5 milhões relativo ao processo movido contra o meia, devido a saída conturbada em 2015 para o Flamengo.
O cartola alvinegro revelou que o pagamento será feito pelo próprio Flamengo. O Botafogo ganhou a ação, final em outubro do ano passado, no Tribunal Superior do Trabalho (TST) por revelar que Arão não cumpriu a cláusula de renovação automática com o Botafogo ao término da temporada de 2015.
"O Botafogo ganhou o processo do Willian Arão, não tinha dúvida que iria ganhar, mas não recebeu. Perdemos aqui embaixo e ganhamos lá em cima, no Supremo. Pediram um recurso de revista que não vai mudar a decisão dos ministros. Não tenho dúvidas que o contrato do Arão prevê que é o "Simpático" que vai ter que pagar essa conta", disse.

Comentários