Torcida do Botafogo - Vitor Silva/Botafogo
Torcida do BotafogoVitor Silva/Botafogo
Por O Dia
Rio - Artilheiro do Campeonato Brasileiro, o meia Thiago Galhardo, do Internacional, já soma seis gols até aqui no torneio, um a mais que Germán Cano e dois na frente de Gabriel Barbosa. Em entrevista ao 'Bola da Vez', da ESPN, o atleta relembrou a passagem pelo Botafogo, onde jogou no início da década, atuando em 14 partidas, com apenas um gol anotado.
Publicidade
“No futebol, você muda sua vida em pouco tempo – financeiramente, a questão da fama. Eu não tenho categoria de base e tudo foi muito novo para mim quando comecei a jogar. Eu sou ex-concursado da Petrobrás, tive um último ano de base no Bangu em que tive que escolher se ia largar (o trabalho) para seguir com o futebol ou não", disse Thiago Galhardo, que emendou:

"Quando eu chego no Botafogo, eu andava com Loco Abreu, Jefferson, Arevalo, Maicosuel, Herrera. Eu fiquei deslumbrado. Por mais que eu tenha vindo de uma família bem instruída, eu ganhava R$ 300 e passei a ganhar mais dinheiro. A cabeça mudou. Além dos meus erros, tive poucas oportunidades, pouca sequência no começo. Isso dificultou o começo”, completou o meia.