Gatito - Vitor Silva/Botafogo.
GatitoVitor Silva/Botafogo.
Por Lance
Rio - Não houve uma resposta definitiva sobre o futuro de Gatito Fernández. O julgamento que definiria a punição do paraguaio por ter chutado o equipamento do VAR no Estádio Nilton Santos após a partida entre Botafogo e Internacional, na 6ª rodada do Brasileirão, foi adiado. O Alvinegro pediu mais tempo para produzir "provas judiciais" e o pedido foi acatado pela 4ª Comissão Disciplinar do STJD.
LEIA MAIS: Confira mais informações sobre o Botafogo

A sessão ocorreu nesta quinta-feira, de forma online. Os representantes do clube de General Severiano solicitaram por mais tempo para buscarem provas para proteger o goleiro. O STJD aceitou o pedido e ainda não há uma data marcada para a nova sessão. Até lá, Gatito Fernández pode atuar normalmente.

Gatito foi denunciado no artigo 219 no Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A pena prevê punição de 30 a 180 dias, além de multa, que pode variar de R$ 100 a R$ 100 mil, além do pagamento pelo dano causado na cabine do árbitro de vídeo, organizada pela CBF.

O goleiro, portanto, está liberado para atuar diante do Vasco, no próximo domingo, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será no Estádio Nilton Santos, às 20h30.