O meia Honda é marcado por Arrascaeta  - Daniel Castelo Branco
O meia Honda é marcado por Arrascaeta Daniel Castelo Branco
Por O Dia
DIEGO CAVALIERI: Apesar do volume ofensivo do Flamengo, não foi efetivamente exigido. Após a trapalhada da defesa, não teve chances de defesa na precisa finalização de Everton Ribeiro. NOTA 6
MARCINHO: Deu muita liberdade para Filipe Luís. Deu um passe na fogueira para Marcelo Benevenuto e deu origem à jogada do gol rubro-negro. NOTA 3,5
Publicidade
BARRANDEGUY: Entrou para aumentar o poder de marcação pela direita e não comprometeu. NOTA 5
MARCELO BENEVENUTO: Incansável, se desdobrou na defesa. Muito exigido pelo alto, fez um corte providencial numa chance clara de Bruno Henrique. NOTA 6,5
Publicidade
RAFAEL FOSTER: Foi bem na marcação pelo alto. Seguro, não deixou brechas para Pedro finalizar. NOTA 6,5
VICTOR LUÍS: Raras vezes foram as vezes que passou da linha do meio de campo. Na defesa, penou com os avanços de Isla. Foi expulso no segundo tempo após um forte carrinho sobre Rodrigo Muniz. NOTA 2
Publicidade
ZÉ WELISON: Certamente perdeu peso na incessante corrida atrás de Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro. Se limitou a marcar. NOTA 5
MATHEUS BABI: Com o domínio de posse do Flamengo, tocou poucas vezes na bola. NOTA 4
Publicidade
CAIO ALEXANDRE: Apesar da qualidade na saída de bola, ficou muito preso à marcação e desgastou para desacelerar o quarteto ofensivo adversário. NOTA 5,5
LUIZ OTÁVIO: Entrou para renovar o fôlego no meio de campo e não comprometeu. NOTA 5
Publicidade
HONDA: Outro que ficou boa parte do jogo atrás da linha do meio de campo. Numa rara chance que subiu ao ataque, acertou bom cruzamento para Pedro Raul. NOTA 5,5
BRUNO NAZÁRIO: Discreto na armação. Mais adiantado, não conseguiu se sobressair individualmente. NOTA 4,5
Publicidade
LUCAS CAMPOS: Após 11 meses sem jogar pelo Botafogo, explorou a velocidade e sofreu uma falta perigosa no fim do clássico. NOTA 6
RHUAN: Abriu mão de atacar. Foi um auxiliar de Marcinho nas subidas de Filipe Luís e Arrascaeta. NOTA 4,5
Publicidade
KALOU: Levou perigo numa cobrança de falta. NOTA 5
PEDRO RAUL: Isolado, travou uma batalha inglória com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique. NOTA 5
Publicidade
TÉCNICO: FELIPE LUCENA: Após dez minutos de jogo parelho, o Botafogo apresentou sinais de desgaste e recuou ainda no primeiro tempo e não foi feliz nos contra-ataques. NOTA 5