Por rafael.arantes

Rio - A bola sempre foi o brinquedo predileto de Mano Menezes e Oswaldo de Oliveira. Na infância em Passos de Sobrado, no Rio Grande do Sul, e em Realengo, no Rio de Janeiro, as peladas eram a grande diversão dos dois meninos, que, apesar da paixão, não levavam jeito. Mano foi jogador profissional, mas nem de perto tinha a qualidade que mostra armando o time no banco de reservas do Flamengo. Oswaldo optou pela parte de fora do gramado e foi preparador físico e auxiliar no início da carreira.

Mano Menezes nasceu para o futebol em Venâncio Aires, terra do chimarrão, onde começou sua carreira , de jogador e treinador, no Guarani. Apreciador de vinhos, se inspirou no cultivo da uva, que após a colheita tem que ter a terra completamente refeita, para reconstruir os times. É assim no Flamengo e foi no Grêmio e no Corinthians.

Mano e Oswaldo marcam duelo neste domingoArte%3A O Dia Online

Já Oswaldo é o típico carioca. Nascido em Bangu, torcedor da Mocidade Independente de Padre Miguel, não dispensa o chope gelado e um samba. No vestiário, Oswaldinho como é conhecido, inflama o time sem esquecer de mostrar os seus famosos vídeos na concentração.

O Corinthians é uma interseção na carreira dos dois. Mano pegou o time na Série B, venceu em 2008 e conquistou a Copa do Brasil no ano seguinte, saindo para a seleção brasileira. Oswaldo era auxiliar de Vanderlei Luxemburgo e assumiu o Timão, em 99, com a saída de Luxa para a Seleção e conquistou o Mundial no Maracanã, casa que reencontrará totalmente nova.

A frustração com a Seleção também é comum. Oswaldo foi cotado para assumir a equipe, mas foi preterido por Felipão em 2001. Mano chegou lá, mas o sonho da Copa virou decepção com a demissão em 2012. Momentos que não abalam as convicções desses gigantes do futebol brasileiros.

Você pode gostar