Após espera de quase três meses, Hernane é liberado para atuar no Sport

Finalmente atacante conseguiu ser registrado no Brasileirão

Por pedro.logato

Pernambuco - A espera foi longa, mas finalmente a torcida do Sport e Hernane podem comemorar, o Brocador é do Leão da Ilha. O atacante, que foi anunciado desde o dia 28 de abril, finalmente foi regularizado para assinar contrato com o clube pernambucano. Antes de chegar ao Sport, Hernane jogava pelo Al Nassr, da Arábia Saudita, mas, no final de 2014, exigiu a rescisão contratual por estar sem receber salários há três meses.

Hernane finalmente foi liberado para atuar pelo Sport RecifeDivulgação

O pedido de rescisão unilateral à FIFA foi feito antes do fechamento da última janela de contratações internacionais, mas, por questões burocráticas, e atrapalhado pelo escândalo que envolveu dirigentes da entidade que comanda o futebol mundial, a liberação do atleta demorou todo esse tempo para sair.

"Não foi fácil. Tive medo de não ser liberado pela Fifa, de não conseguir a transferência internacional e ficar sem jogar. Não foi fácil. Tem que segurar, não deixar o ânimo cair. Quero agradecer a paciência do Sport. A torcida teve muita paciência, a diretoria também e agora eu quero agradecer isso tudo com gols. É um momento único. Não tenho como mensurar esse tempo de espera. Estava muito triste, mas não podia mostrar isso. Agora, é pensar e falar sobre coisas boas. Entrar em campo e demonstrar muita vontade, para compensar essa espera", afirmou.

O Brocador vem treinando há tempos, mas admitiu que atuar dentro das quatro linhas em jogo oficial é bem diferente. O jogador se colocou a disposição do treinador do Sport, Eduardo Baptista, para ajudar a equipe pernambucana na luta pelo bicampeonato do Brasileirão.

"Treino é uma coisa e jogo é outra. Falta ritmo de jogo e não sei quanto tempo poderei jogar. Mas isso vai depender do treinador. Quem ganha com essa disputa é o Sport. Vou procurar o meu espaço e cabe ao treinador decidir. Sobre atuar com André isso deve acontecem em determinados jogos. É uma situação que cabe ao treinador avaliar", disse.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia