Por elisa.souza

Croácia - O primeiro adversário do Brasil na Copa do Mundo estará desfalcado de seu zagueiro Josip Simunic. O jogador foi suspenso por dez partidas por uma ação que foi considerada apologia ao nazismo e está fora do Mundial de 2014.
Em 19 de novembro, depois de derrotar a Islândia, o jogador usou o microfone para, no estádio, entoar um grito usado pelo Ustase, regime pró-nazista que vigorou no país durante a Segunda Guerra, quando a Croácia foi ocupada pelo Alemanha.
Zagueiro croata é punido pela Fifa por manifestação nazista e está fora do Mundial de 2014Divulgação

A Fifa deliberou sobre o assunto e, nesta segunda-feira, informou a suspensão do jogador por dez partidas, a primeira delas sendo, obrigatoriamente, durante a Copa do Mundo.

Publicidade
"Depois de levar em conta todas as circunstâncias do caso, e, particularmente, dada a gravidade do incidente, o comitê decidiu suspender o jogador por 10 partidas oficiais", informou a mais alta entudade do futebol, que declarou que a atitude foi ofensiva e discriminatória contra raça, religião e por nacionalidade.
O zagueiro se defendeu e declarou que estava apenas mencionando a história de seu país. "Algumas pessoas precisam aprender história. Eu não fiz nada de errado. Estava apoiando para a Croácia, que é o meu país. Se alguém tem algo contra, problema dele", declarou ele.
Publicidade
Além da suspensão, Simunic vai sentir no bolso o preço da atitude. Ele foi multado em 30 mil francos suíços e também não poderá entrar em nenhum estádio enquanto cumpre sua punição.