Mais Lidas

Nossos Convidados: Croácia vem ao Brasil sonhando alto

Davor Suker, presidente da federação de futebol do país, quer chegar pelo menos às semifinais da Copa do Mundo

Por bernardo.argento

Rio - Com apenas 23 anos de existência, a Croácia, primeiro adversário do Brasil na Copa, é um bebê no cenário mundial, mas apresenta resultados de gente grande no futebol. E muito se deve ao presidente da federação local, recentemente eleito. Considerado o maior jogador croata de todos os tempos, Davor Suker  quer como mandatário chegar pelo menos às semifinais, como conseguiu em 1998 — o país ficou com o terceiro lugar ao bater a Holanda —, quando foi artilheiro do Mundial e eleito o terceiro melhor jogador do planeta.

Os laços entre Brasil e Croácia são fortes, principalmente no futebol. No jogo de abertura da Copa no Itaquerão, o coração de dois jogadores do time quadriculado baterá mais forte quando tocar o hino brasileiro. O carioca Eduardo da Silva e o baiano Sammir estão entre os convocados.

Croácia quer chegar ao menos nas semifinais da Copa do MundoEfe

O país, que sofreu os horrores de uma guerra civil no início dos anos 1990, tem atualmente uma das mais fortes economias dos bálcãs. O turismo é a sua principal fonte de renda. A praia de Brac é considerada uma das mais bonitas da nação e fica na cidade de Bol. O balneário é em forma de seta, com mar dos dois lados, cercado de pinheiros. No litoral croata, existem mais de mil ilhas. Um paraíso.

Os croatas gostam de beber muito e a cerveja, assim como aqui, é a preferência nacional. As grappas são cervejas aromatizadas com ervas, cereja ou mel, que fazem o maior sucesso. Na parte culinária, a influência da vizinha Itália é grande e os croatas também são loucos por pizza.

A gravata é um símbolo do poder masculino, acessório muito usado, com origem militar croata. A origem da palavra deriva do francês cravate que por sua vez vem de, em referência aos mercenários croatas que usavam a peça — no século 17, eles encantaram a elite francesa com o vestuário.

Além do futebol, os croatas são fãs do Jogo de Picigin, que consiste em bolinha de borracha que não pode cair. Sucesso entre crianças e adultos, é muito praticado nas praias.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia