Mais Lidas

Bem fisicamente, Thiago Silva relembra tempos de Rússia: 'Meus piores meses'

Zagueiro participou de treinamento desta quarta e deve enfrentar a Sérvia no amistoso desta sexta no Morumbi

Por pedro.logato

Rio - Depois de ficar fora do amistoso desta terça-feira contra o Panamá, em Goiás, o zagueiro Thiago Silva participou sem limitações do treino tático realizado nesta quarta na Granja Comary. O jogador, que sofreu com algumas lesões na última temporada, chegou em uma condição física inferior ao dos outros atletas. Porém, em entrevista coletiva concedida depois do atividade realizada em Teresópolis, o capitão afirmou que já se sente bem melhor.

Thiago Silva se emocionou em entrevista coletivaDivulgação

"Estou me sentindo bem. Esses três dias nos fizeram bem. Acho que o ganho de força e massa foi absurdo. Estava me sentindo bem na terça, mesmo fazendo um treino que não estava acostumado. O ganho de força nosso é visível e já me senti muito bem também no treino de hoje (quarta)", afirmou.

Ao falar sobre o momento vivido de lesões pelo PSG, Thiago relembrou da fase mais complicada na sua carreira. Em sua passagem pelo Dínamo de Moscou em 2005, o defensor teve tuberculose, ficando meses internado, tendo sua carreira como profissional ameaçada. Porém, no ano seguinte no Fluminense, o Monstro começou a dar sua volta por cima.

"Foi um momento de muita luta, sacrifício. Nem todo mundo sairia dessa situação que eu saí. Foram dois meses sem nenhum tipo de visita. Foram os piores seis meses da minha vida. Hoje, olho para trás e vejo quanto fui guerreiro. Sou um cara vencedor. Essa Copa pode vir a abrilhantar mais a carreira. Vai ser difícil, mas nada na vida é impossível", disse emocionado.

Capitão da Seleção, o zagueiro admitiu que apesar de estar muito focado nas partidas e encarar a Copa do Mundo com humildade, levantar a taça do Mundial no seu país já é algo que passa pela sua cabeça.

"Se eu falar para você que não pensei, estou mentindo. É inevitável. É uma possibilidade grande, por ser dentro de casa, por ter uma equipe qualificada e uma torcida apaixonada", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia