Mais Lidas

Portugal chega a Campinas, onde Cristiano Ronaldo virou até nome de um sanduíche

Seleção portuguesa desembarca nesta quarta-feira na cidade paulista

Por pedro.logato

São Paulo - Uma das últimas seleções a desembarcar no Brasil, Portugal finalmente chega hoje a Campinas, cidade escolhida para ser a base da Seleção das Quinas na Copa do Mundo. É o fim da longa espera de José dos Santos Antônio, 61 anos. Nascido em Concelho de Pombal, no centro do país, seu Zé é uma espécie de cônsul honorário português na região. À frente do City Bar, onde segundo a modesta placa da entrada se faz o ‘melhor bolinho de bacalhau do mundo’, o comerciante se tornou o mais célebre representante da colônia local.

Para comemorar a rara ocasião, ele criou um prato em homenagem a um ilustre visitante. O sanduíche Cristiano Ronaldo é preparado com pão francês, 300 gramas de bacalhau variedade Ghadus Morhua, alho frito no azeite extravirgem, salsa, azeitona, queijo e cebola murcha. A sugestão da delícia partiu de um amigo, o locutor Edu Pinheiro, da rádio Band Campinas. O sanduba já é um supercampeão no boteco. Em recente final de semana, foram vendidos 236 Cristianos Ronaldos.

Bolinho de bacalhau tem feito sucesso em CampinasMurillo Constantino / Agência O Dia

Agora, seu Zé tem o sonho de ver o astro saboreando a criação. “Seria alegria demais para um simples imigrante português”, diz.

A dois quilômetros do City Bar, no Largo do Rosário, tradicional ponto de encontro dos campineiros, está a Banca do Theatro. Seus proprietários, o fanático torcedor do Guarani Raul Valverde Barros, 65, e Carlos Roberto Schlitz, 60, são o que se pode chamar de ‘Loucos por Copas’. Estiveram em nada menos do que sete: 78 (Argentina), 82 (Espanha), 86 (México), 90 (Itália), 94 (EUA), 98 (França) e 2006 (Alemanha).

LOUCURAS PELO MUNDIAL

Esse amor produziu situações das mais inusitadas. Na Argentina, Raul deixou a mulher grávida e só foi conhecer o filho, Rogério, com 40 dias de vida. Quatro anos depois, o recém-casado Carlos passou a lua de mel em terras espanholas na companhia do amigo e sócio. Coincidência ou não, os dois hoje estão separados. Mais do que esperar pela turma de Cristiano Ronaldo, a dupla queria mesmo era ingressos para a Copa.

Afinal, por uma dessas peças do destino, correm o sério risco de ver o Mundial no próprio país pela televisão. “A gente entrou no sorteio pelos tíquetes, mas infelizmente não teve sorte”, lamenta Raul. No entanto, a presença de Portugal na cidade anima a dupla. “Ter o melhor jogador do mundo por aqui fará com que Campinas seja mundialmente conhecida. Será ótimo para a cidade”, acrescenta.

Cristiano Ronaldo é aguardado em CampinasEfe

ITATINGA QUER CRISTIANO, MAS SÓ SE PAGAR...

Na saída da cidade, à beira da rodovia Santos Dumont, está o Jardim Itatinga. Para quem não conhece, trata-se de um bairro inteiro dedicado ao entretenimento masculino, com opções sexuais para todos os gostos e, claro, bolsos. Naquela que é conhecida como ‘a maior zona a céu aberto do mundo’, a Copa, mesmo sem muita empolgação, está na boca das meninas e meninos que lá dão expediente.

Mas ali a torcida não é exatamente pelos times e seus jogadores, como diz Soraya Rodrigues (nome fictício), mineira de Uberlândia e recém-chegada ao lugar. “Quero muito estrangeiro aqui para ganhar bastante dinheiro”, diz Soraya, que espera faturar R$ 1 mil por dia. Mas e se Cristiano Ronaldo resolvesse dar uma passadinha por lá?: “Eu faria coisas gostosas com ele. Mas iria cobrar caro, viu!”. Assim Campinas se prepara para receber o melhor do mundo.

ALTO LUXO PARA CR7 E CIA

Os jogadores e a comissão técnica de Portugal terão muito conforto à disposição no hotel que a partir de hoje será o QG da Seleção na Copa do Mundo. Poderão contar com spa, salão de beleza — seria um mimo para Cristiano Ronaldo? —, minicampo com a mesma grama usada nas arenas da Copa, quartos com banheira de hidromassagem, espelhos antiembaçantes e um menu de travesseiros com aromas de alfazema, erva-doce e camomila. Esses serão apenas alguns itens.

A delegação ocupará com exclusividade o The Palms, hotel-butique do complexo Royal Palms, em Campinas. Os comandados de Paulo Bento ficarão com 60 dos 116 quartos em uma área com acesso restrito à delegação.

De propriedade do empresário português Armindo Dias, que fez fortuna no Brasil vendendo bolachas, o The Palms dispõe de tudo o que um hotel de alto padrão pode oferecer. Para garantir a privacidade e a tranquilidade dos hóspedes ilustres, a direção vai contar com um corpo adicional de seguranças durante a Copa.

Eles se somarão aos homens das polícias civil, militar e federal, além do Exército, que estarão espalhados pelo complexo. Os funcionários foram orientados a não importunar os jogadores com pedidos de autógrafos e fotos. Quem desobedecer à ordem corre o risco de perder o emprego. Um selfie com CR7 pode custar muito caro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia