Maradona critica Agüero e diz que atacante não aguenta jogar 90 minutos

Após atacar Sampaoli, 'El Pibe' escolheu o ex-genro para ser o alvo da vez. Ex-craque também fez coro pela entrada de Pavón na equipe titular

Por AFP

Maradona voltou a criticar seleção argentina após empate com a Islândia
Maradona voltou a criticar seleção argentina após empate com a Islândia -

Bronnitsy - O grande ídolo da história do futebol argentino, Diego Maradona, voltou a criticar a seleção de seu país, depois de alfinetar o técnico Jorge Sampaoli pelo empate em 1 a 1 contra a Islândia, ao afirmar que Sergio Agüero "não aguenta 90 minutos". 

"Creio que Kun não está para 90 minutos. Creio que Kun, se entrar de novo como titular, vai queimar o campeonato", disse Maradona em Moscou em seu programa "De La Mano Del Diez", para o canal venezuelano Telesur.

"Acredito que aí está a chave de (Cristian) Pavón e 'Pipa' Higuaín, para fazer um cruzamento e que alguém cabeceie com a celeste e branca e não que todas sejam rebatidas", completou.

Agüero foi casado com uma das filhas de Maradona, Gianinna, com quem tem um filho, Benjamín. Apesar das críticas, "Kun" Agüero foi o autor do gol da Argentina contra a Islândia.

"Argentina tem que agarrar seu caminho, o próprio. Tomara que aconteçam mudanças. Gosto muito do Pavón", disse Maradona, que no sábado declarou que "jogando assim, Sampaoli não pode voltar para a Argentina, é uma vergonha".

A seleção da Argentina enfrenta na quinta-feira a Croácia, que na estreia venceu a Nigéria por 2 a 0. Messi e companhia encerram a participação na primeira fase contra a Nigéria, no dia 26.