Espanha encara líderes do grupo em busca da primeira vitória

Pressionados, espanhóis são tratados como 'super-homens' pelo Irã

Por

Brasileiro naturalizado espanhol, Diego Costa já fez dois gols na Copa
Brasileiro naturalizado espanhol, Diego Costa já fez dois gols na Copa -

Rússia - O duelo desta quarta-feira, às 15h (de Brasília), na Arena Kazan, coloca frente a frente a Espanha, pressionada após empatar em 3 a 3 com Portugal na estreia da Copa do Mundo, e o Irã, que venceu o Marrocos na estreia. Líderes do Grupo B, os iranianos pregam respeito aos rivais. Tanto que o técnico Carlos Queiroz se referiu aos jogadores da Fúria como "super-homens".

No time espanhol, o goleiro De Gea, que falhou no segundo gol marcado por Cristiano Ronaldo, está confirmado. "Eu tenho 23 jogadores e o mesmo remédio não é para todos, De Gea vai jogar. Portugal passou e devemos deixar para trás. Agora é o Irã e a expectativa é boa. É a segunda partida do grupo e a cada cinco dias temos a última partida. A partir daí, vamos preparar a equipe. É a segunda partida de três. Complicada, complexa e todas as partidas são importantes", afirmou o técnico da Espanha, Fernando Hierro.

No Irã, o discurso é de respeito total aos espanhóis. Perguntado sobre quem seria o destaque da Fúria, o técnico português Carlos Queiroz brincou: "Vou ter que dizer o nome dos 23 jogadores da Espanha". E, depois, completou: "Não temos super-homens como a Espanha em nossa equipe, mas juntos nós podemos fazer coisas boas".

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários