Ex-presidente de clube inglês é criticado após comparar jogadores de Senegal a camelôs

Comentário foi feito após vitória da equipe africana sobre a Polônia, na Copa do Mundo

Por O Dia

Jogadores de Senegal comemoram gol sobre a Polônia. Time africano venceu em sua estreia na Copa do Mundo da Rússia
Jogadores de Senegal comemoram gol sobre a Polônia. Time africano venceu em sua estreia na Copa do Mundo da Rússia -

Reino Unido - O ex-presidente do Tottenham Alan Sugar foi duramente criticado após comparar os jogadores da seleção de Senegal a camelôs. Em sua conta no Twitter, o empresário e apresentador britânico publicou uma montagem dos atletas senegaleses usando panos, bolsas e óculos de sol, materiais usados pelos "manteros", como são chamados os vendedores ambulantes na costa espanhola. Em geral, estes trabalhadores são imigrantes africanos.

"Reconheço esses caras da praia de Marbella. Uns garotos multitarefas com recursos", tuitou Sugar sobre a equipe que derrotou a Polônia por 2 a 1 nesta terça-feira, pela primeira rodada do mundial da Rússia.

Apresentador da versão da BBC do programa "O aprendiz", o qual Donald Trump comandou nos Estados Unidos, apagou a mensagem poucos minutos depois. Segundo Sugar, a "brincadeira" foi mal interpretada.

"Parece que fui incorretamente interpretado como ofensivo por algumas poucas pessoas", tuitou Sugar, insistindo em que, para ele, era "divertido", mas aceitando apagar seu post.

Também no Twitter, a apresentadora da BBC Babita Sharma criticou a mensagem, classificando-a de "repugnante e escandalosa".

Com informações da AFP

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia