Löw prefere não pensar a respeito das oitavas: 'Temos que vencer a Coreia primeiro'

Seleções que avançarem para a nova fase da competição irão encontrar grupo do Brasil

Por O Dia

Löw diz estar muito feliz pelo gol de Kroos e que jogador não costuma cometer erros
Löw diz estar muito feliz pelo gol de Kroos e que jogador não costuma cometer erros -

Rússia - O técnico Joachim Löw esteve muito próximo de dar adeus à Copa do Mundo junto com seus comandados da Alemanha. A equipe obteve uma vitória suada por 2 a 1 contra a Suécia. O gol foi feito nos acréscimos, após Toni Kroos ter sofrido uma falta perto da área e ter optado por fazer uma jogada ensaiada.

A vitória manteve a atual campeã mundial viva na Copa do Mundo e classificou a Alemanha como segundo lugar do grupo, empatado com o mesmo número de pontos que a Suécia. A seleção alemã está atrás apenas do México, que tem seis pontos. A Coreia do Sul, já eliminada, ainda não pontuou. Com isso, os que avançarem de fase do grupo F encontrarão os países que derem continuidade na competição do grupo E, do Brasil.

Löw prefere não pensar a respeito das oitavas de final no momento. Questionado sobre encarar o Brasil, um grande reencontro após o 7 a 1 da última Copa do Mundo, ele preferiu não falar sobre.

"Não tenho o que falar sobre isso agora. Existem diferentes seleções no outro grupo. Temos que vencer primeiro a Coreia do Sul. Nós vamos pensar a cada jogo", disse.

Contudo, por conta do jogo duro contra a Suécia, o treinador afirmou que precisa, primeiro, reabilitar seus jogadores para a partida contra os coreanos.

"Os jogadores, e isso está claro, estão cansados. Marco Reus teve cãibras nas pernas dez minutos antes de acabar a partida. Boateng não vai poder jogar (foi expulso e cumprirá suspensão), Rudy quebrou o nariz... Provavelmente vamos dar um descanso para os jogadores e passamos a pensar na Coreia do Sul na segunda-feira", avisou.

Sobre o triunfo na partida contra a Suécia, neste sábado, Löw destacou Toni Kroos, autor do gol que manteve a Alemanha viva na competição, mas também o jogador que errou o passe dando a chance da Suécia marcar.

"Estou muito feliz por ele, que teve responsabilidade no gol da Suécia (errou um passe na saída de bola). Normalmente ele não comete esses erros. Mas sua batida na bola foi de classe. Ele merece", afirmou o treinador.

A seleção alemã volta aos gramados na próxima quarta-feira, às 11h, para o último jogo da primeira fase. No mesmo dia e horário, a Suécia encara o México.