Sem piedade! Inglaterra goleia o Panamá por 6 a 1 e se classifica para as oitavas

Capitão dos 'Leões', Harry Kane fez três gols e se isolou na artilharia do Mundial. Derrota eliminou equipe panamenha

Por O Dia

Inglaterra atropelou o Panamá em Nizhny Novgorod, neste domingo
Inglaterra atropelou o Panamá em Nizhny Novgorod, neste domingo -

Níjni Novgorod, Rússia - O 11º dia de Copa do Mundo ficará marcado pelo show do English Team. O vasto repertório de jogadas ensaiadas fez jus à goleada de 6 a 1 sobre o modesto Panamá. Com pinta de líder de banda de rock inglês, obviamente, Kane, autor de três gols, comandou a vitória Inglaterra no palco montado no Estádio de Níjni Novgorod, e se isolou na artilharia da Copa na Rússia, com cinco gols. Demais integrantes da equipe inglesa, Stones, com dois gols, e Lingard completaram o espetáculo.

Confira galeria de fotos da partida

Disposta a provar o valor de renovada, a geração inglesa se limita as cifras , a Inglaterra, avaliada como a quinta mais cara da Copa, R$ 3.82 bilhões, jogou por música. Com sobrenome de uma das maiores bandas da Terra da Rainha, - Rolling Stones -, o zagueiro Stones abriu o placar no melhor estilo inglês. Pelo alto e de cabeça, abriu o placar logo aos sete minutos.

Confira a tabela completa da Copa do Mundo

De pênalti, Kane, aos 22 e aos 45 minutos do primeiro tempo, não desafinou, e ampliou a vantagem para alegrias dos britânicos, tão fanáticos por futebol quanto pela música dos Beatles, The Who, Radiohead, Led Zepplin, The Sex Pistols, Queen, Oasis... Antes, porém, Lingard, autor do gol mais bonito, de fora da área, havia marcado o terceiro, e Stones, novamente de cabeça, o quarto, após bela jogada ensaiada.

Não foi um show de rock, mas a torcida certamente perdeu a voz de tanto comemorar e cantarolar os cinco gols do primeiro tempo. E a postura do English Team na volta do intervalo mostrou que o ritmo seria mais cadenciado no segundo tempo, sem solos ousados, já pensando em se poupar para o próximo compromisso na agenda, quinta-feira, em Kaliningrado, contra a Bélgica. Afinal, vale o primeiro lugar definitivo do Grupo G.

Níjni Novgorod estava em festa. A torcida não reclamou nem quando a placa apontava a entrada de Vardy no lugar de Kane. Mas não antes do último bis, na base do improviso do craque do Tottenham. Aos 16 minutos, o despretensioso chute de fora da área de Sterling desviou no calcanhar do camisa 9 para encobrir o goleiro Penedo: 6 a 0. O gol de Baloy, ex-Grêmio e Atlético-PR, fez, aos 32 minutos, o gol que encheu de honra todo o Panamá. Certamente, valeu o ingresso o show inglês.

 

FICHA TÉCNICA:

Local: Estádio de Níjni Novgorod, em Níjni Novgorod (Rússia)

INGLATERRA: Pickford, Walker, Stones e Maguire; Trippier (Rose), Loftus-Cheek, Henderson, Lingard (Delph) e Young; Sterling e Kane (Vardy). Técnico: Gareth Southgate

PANAMÁ: Penedo, Murillo, Torres, Escobar e Davis; Gómez (Baloy), Cooper, Godoy (Ricardo Ávila), Bárcenas (Arroyo) e Rodríguez; Pérez. Técnico: Henán Gómez

Árbitro: Gehad Grisha (Egito)

Cartões amarelos: Murillo e Escobar (Panamá)

Gols: Stones (7 e 40 minutos do primeiro tempo), Kane (22 e 45 minutos, de pênalti), Lingard (36 minutos). Kane (16 minutos do segundo tempo) e Baloy (32 minutos)

Público: 43.319