Colômbia passeia contra a Polônia, faz 3 a 0 e elimina europeus

Seleção sul-americana vai para a última rodada com boas chances de classificação

Por O Dia

Colômbia derrota a Polônia e segue viva no Mundial
Colômbia derrota a Polônia e segue viva no Mundial -

Kazan - Com atuação inspirada de James Rodríguez, a Colômbia passeou na Arena Kazan, venceu a Polônia por 3 a 0, e ressuscitou no Grupo H da Copa do Mundo da Rússia. Os gols de Mina, Falcao García e Cuadrado mantiveram a esperança dos comandados de José Pekerman de irem às oitavas de final, enquanto os poloneses, cabeças de chave, viram Lewandowski fracassar e estão eliminados.

Veja a tabela completa do Mundial da Rússia

Resta aos colombianos, agora, vencer Senegal, quinta-feira, em Samara, para manterem vivo o sonho de buscar um título inédito e histórico. Comprometida na marcação e fatal no ataque, a Colômbia se recuperou da derrota para o Japão na estreia em grande estilo. Destaque também, para a atuação do goleiro Ospina, que parou o ataque polonês — para alegria dos ídolos Valderrama e Higuita, destaques da geração dos anos 90, e presentes ao estádio.

Galeria de fotos de Colômbia x Polônia

A Colômbia assumiu a terceira colocação no Grupo H, com três pontos ganhos, atrás dos líderes Japão e Senegal, que têm quatro. Do outro lado, Lewandowski era a única referência da equipe. Até teve chance para deixar sua marca, mas parou na boa defesa colombiana. Foi a segunda derrota seguida da Polônia, que decepcionou sua torcida em solo russo e não tem mais chances de avançar ao mata-mata. É a primeira seleção europeia a ser eliminada neste Mundial.

Com três pontos, a Colômbia ocupa o terceiro lugar do Grupo H. Está atrás de Japão e Senegal, ambos com quatro pontos. Os japoneses lideram somente por terem menos cartões amarelos, que é um dos últimos critérios de desempate.

Na rodada final da chave, a Colômbia terá pela frente o Senegal na quinta-feira, às 11 horas (de Brasília), em Samara. Se vencer, o time sul-americano garante vaga nas oitavas de final. Em caso de empate, vai depender do resultado do duelo entre Polônia e Japão, que vão atuar no mesmo dia e horário.

O JOGO 

Com James Rodríguez e Mina entre os titulares, a Colômbia entrou em campo neste domingo disposta a não repetir os erros da estreia, quando perdeu um jogador por expulsão e levou um gol de pênalti nos primeiros minutos, contra o Japão. A atenção era a maior preocupação de José Pekerman.

E se tornou ainda mais importante quando a Polônia começou o jogo no ataque, tentando impor pressão. Os europeus apostavam novamente no talento individual de Lewandowski. O brasileiro naturalizado polonês Thiago Cionek ficou de fora após fazer gol contra na estreia.

Os primeiros minutos de jogo foram de muita correria, lançamentos e marcação alta para os dois lados. Desesperados em busca da vitória, as duas seleções sofriam com a ansiedade. Erros de passe, roubadas de bola, faltas e jogadas mais ríspidas eram constantes. O jogo era truncado. As seguidas falhas cobravam o preço. Os dois times tinham postura franca em busca do gol. Mas não havia chances claras nos dois ataques.

A partir dos 30 minutos, a Polônia passou a desacelerar o jogo, tentando cadenciar o meio-campo. A Colômbia, contudo, não desistiu da correria. E foi premiada aos 39. Na base da pressão, James Rodríguez apareceu pela direita e fez cruzamento preciso para Mina, sem qualquer marcação quase na pequena área, cabecear para as redes.

A equipe colombiana voltou para o segundo tempo no mesmo ritmo. Era mais ofensiva e objetiva. Aguardava o time da Polônia em seu campo de defesa e partia nos contra-ataques. Do outro lado, a Polônia seguia sem saber como se aproximar da área colombiana.

Numa das raras chegadas com perigo da Polônia, Mina falhou e Lewandowski apareceu cara a cara com Ospina. Mas o goleiro colombiano salvou, aos 13 minutos.

A resposta dos colombianos foi fatal. Aos 24, Quintero descolou grande passe para Falcao Garcia, que bateu na saída do goleiro Szczesny. Apenas cinco minutos depois, James Rodríguez obteve outro lindo passe e Cuadrado disparou pelo meio em contra-ataque Na saída do goleiro polonês, ele anotou o terceiro gol dos sul-americanos.

Daí para frente, a Colômbia reduziu o ritmo e a Polônia manteve o estilo cadenciado. Mesmo assim, criou duas boas oportunidades. Em ambos os casos, Ospina foi decisivo, garantindo a vitória e o bom placar dos colombianos.

FICHA TÉCNICA

POLÔNIA 0 x 3 COLÔMBIA

POLÔNIA - Szczesny; Piszczek, Bednarek, Pazdan (Glik); Krychowiak, Goralski, Bereszynski (Teodorczyk), Rybus, Zielinski, Kownacki (Grosicki); Lewandowski. Técnico: Adam Nawalka.

COLÔMBIA - Ospina; Arias, Davinson Sánchez, Mina e Mojica; Barrios, Aguilar (Uribe), Cuadrado, Quintero (Lerma) e James Rodríguez; Falcao García (Bacca). Técnico: José Pekerman.

GOLS - Mina, aos 39 minutos do primeiro tempo. Falcao Garcia, aos 24, e Cuadrado, aos 29 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bednarek, Goralski.

ÁRBITRO - Cesar Arturo Ramos (Fifa/México).

PÚBLICO - 42.873 pagantes.

LOCAL - Arena Kazan.

Galeria de Fotos

Colômbia derrota a Polônia e segue viva no Mundial AFP
Colômbia derrota a Polônia e segue viva no Mundial AFP