Alemanha foi eliminada da Copa do Mundo pela Coreia do Sul com uma derrota por 2 a 0  - AFP
Alemanha foi eliminada da Copa do Mundo pela Coreia do Sul com uma derrota por 2 a 0 AFP
Por O Dia

Rússia - Os alemães não ficaram satisfeitos com a dura eliminação da Alemanha para a Coreia do Sul. A imprensa do país europeu fez críticas à seleção e questionou o futuro do técnico Joachim Löw, que renovou seu contato até julho de 2022.

"Depois deste fiasco, é preciso questionar tudo, inclusive Löw", diz a revista esportiva 'Kicker' em uma análise da equipe tetracampeã.

A revista não ficou surpresa com a eliminação da equipe, pois já havia notado o cansaço dos jogadores que conquistaram o último Mundial em 2014.

"A geração que, em torno de Manuel Neuer, Jerome Boateng, Sami Khedira e Mesut Özil ganhou a Eurocopa sub 21 em 2009 e depois, reforçados por Toni Kroos e Thomas Müller, foi com justiça campeã do mundo em 2014, terminou o seu ciclo", decretou a publicação.

"Em relação com a Eurocopa 2020 e o Mundial de 2022, é preciso uma renovação radical, e é pouco provável que Löw seja a pessoa adequada para fazê-la", acrescentou.

Outro diário, o 'Bild', usou a mesma manchete de quando a Alemanha venceu o Brasil por 7 a 1: 'Sem palavras'. 

"Não fomos eliminados por azar, mas com plena justiça. Uma equipe que perde para o México e para a Coreia do Sul foi mal em diversos aspectos", comentou o jornal, que aguarda um posicionamento do técnico.

"Uma era terminou. Isso é válido para Löw? O treinador deve se perguntar criticamente se está disposto a aprender com os seus erros na Rússia e a impulsionar a renovação radical", destacou o periódico.

O 'Süddeutsche Zeitung' considerou a eliminação vergonhosa. O veículo fez alusão à derrota para a Áustria de virada na Argentina, quando o país caiu na Copa de 1978 e ao confronto contra a Argélia, quatro anos depois, na estreia da Espanha: 'Córdoba, Gijón, Kazan'

 

 

Você pode gostar