Samedov (E), com o técnico Cherchesov e Smolov: ambiente mais leve - AFP
Samedov (E), com o técnico Cherchesov e Smolov: ambiente mais leveAFP
Por O Dia

Rússia - Anfitriã da Copa do Mundo, a seleção russa festeja a vaga nas quartas de final sem sentir a mesma pressão de quando começou o torneio e a equipe lidava com a desconfiança. A briga por uma vaga na semifinal será amanhã, às 15h (de Brasília), em Sochi, diante da Croácia.

"Há pressão sobre nós agora? Agora, não há pressão sobre nós. Não como experimentamos no começo do torneio. Havia muito mais lá trás", afirmou o atacante Samedov. "Agora estamos nas quartas de final, queremos dar à torcida algo para vibrar e ir em frente. O técnico só pede que entremos em campo e façamos nosso trabalho. Ele nos deixa à vontade", acrescentou o jogador.

A Rússia começou a Copa com uma goleada de 5 a 0 sobre a Arábia Saudita. Depois, venceu o Egito por 3 a 1 e perdeu para o Uruguai por 3 a 0, terminando em segundo lugar no Grupo A, atrás da Celeste. Nas oitavas de final, os russos eliminaram os espanhóis nos pênaltis, por 4 a 3, com o brilho do goleiro Akinfeev, após empate em 1 a 1 no tempo normal. Rival de amanhã, a Croácia foi outra seleção a se garantir nas quartas nos pênaltis diante da Dinamarca.

Samedov também foi perguntado sobre como o Mundial em casa influenciará a vida dos russos: "Não posso dizer a você se a Copa do Mundo será o evento que impulsionará o futebol russo e que as pessoas vão conhecer mais sobre o futebol aqui. Eu acho que tudo no futuro será melhor, pois a Copa do Mundo terá passado e por como o país organizou o torneio".

DÚVIDA NO TIME

A Rússia não deverá contar com o meia Yuri Zhirkov, um dos mais experientes da equipe do técnico Stanislav Cherchersov. O jogador tem uma inflamação na canela e ontem ficou fora do treino da Rússia. Ele entrou no campo calçando tênis e mancando.

Já o meia Alan Dzagoev, que havia ficado fora da atividade da véspera por estar com dores nas costas, trabalhou normalmente com o grupo.

Existe a possibilidade que o técnico Stanislav Cherchersov opte por uma formação com três zagueiros, apesar de uma escalação mais ofensiva estar ganhando pelo bom momento do time russo.

Você pode gostar
Comentários