Em Grande Fase
Coluna
Em Grande Fase
Com Edilson Silva

O sétimo jogo que alivia

Por O Dia

Um dos principais jogadores do Flu, Dodi já completou sete jogos
Um dos principais jogadores do Flu, Dodi já completou sete jogos -
Dodi, um dos jogadores mais guerreiros desse time do Fluminense, não sai mais para nenhum time brasileiro de Série A até o fim da competição 2020. Por quê? Não tem mágica. Só não pode. Ele realizou seu sétimo jogo na partida diante do Atlético-GO e, por isso, não pode mais jogar o Brasileirão por outra equipe da Primeira Divisão. Está na regra. E ele foi só um exemplo. A partir de agora, quando vocês pensarem em negociações, sempre olhem o número de jogos de cada atleta porque isso vai mudar muita coisa. Exemplo: Gabigol e Bruno Henrique ainda não completaram os sete jogos. Mas alguém aqui no Brasil tem grana para contratar um dos dois? Não tem. Então, certamente, se eles deixarem o Flamengo algum dia, vai ser para outro país. Até porque a regra é válida para as divisões do Brasileirão. E claro que ambos não vão jogar a Segunda Divisão. Detalhe importante para a janela de transferências de outubro, que já está chegando...

MARÍTIMO QUER CLÁUDIO WINCK

O Vasco da Gama pode estar perto de perder um de seus laterais. Cláudio Winck, que atua na direita, atrai o interesse do Marítimo, de Portugal. Ele só sai se a proposta for realmente boa e o Gigante da Colina não quiser renovar. Está feliz no clube. Mas é profissional... Vamos aguardar as próximas cenas. Contrato até o fim do ano. Se perder, vai ter que buscar uma reposição porque o Pikachu já não é mais o mesmo e Cayo Tenório ainda é muito garoto.

LIVE DO JÔ CONTRA O RACISMO

Hoje acontece uma Live no canal 'Fato Produções Artísticas' para falar sobre o racismo e a luta do esporte contra esse preconceito que tanto nos entristece e atinge os negros de forma lamentável. O ator Jô Santana vai comandar com participações de Daiane dos Santos, nossa eterna ginasta, do goleiro Aranha, de Márcio Chagas, comentarista de arbitragem, de Marcelo Carvalho, coordenador do projeto 'Observatório do Racismo' e de André Muato como convidado especial. Começa às 20h. Não perca!

KALOU, LUIS HENRIQUE E PEDRO RAUL VÃO DAR O QUE FALAR

O ataque do Botafogo tem que ser esse. Um trio ofensivo que pode mudar o patamar do Alvinegro na temporada. Rápido, mescla experiência e juventude, tem poder de finalização e condições também para dar opções aos bons meias Bruno Nazário e Honda. Trio que impõe respeito e, principalmente, joga do jeito que o Autuori gosta: para cima. A torcida pode esperar que, pelo que eu vi, vai dar certo.

Comentários