O empate por 1 a 1 com o Náutico impediu o Vasco de ingressar no G-4 — bastava vencer. O desempenho irregular voltou a mostrar velhos problemas, como a bola aérea defensiva. As dúvidas no trabalho de Marcelo Cabo voltaram a ganhar força. Falta identidade. O Vasco vê o G-4 a dois pontos de distância. Mas nem mesmo isso foi capaz de segurar Marcelo Cabo. Com a sua saída, a direção pretende mudar os rumos do Cruzmaltino na temporada.