Com a cabeça na Copa do Brasil e apático, Fla perde para o São Paulo

Rubro-Negro deixa futebol no Rio e paga o preço com derrota

Por fabio.klotz

São Paulo - Com a cabeça voltada para a final da Copa do Brasil, o Flamengo deixou no Rio o futebol que o levou para a decisão do torneio. Mais ligado, o São Paulo venceu por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Novelli Júnior, em Itu (o clube paulista perdeu mando de campo), pelo Brasileiro. O Tricolor, na semifinal da Copa Sul-Americana, também foi com força máxima. O jogo foi fraco tecnicamente.

Com o resultado, o Flamengo continua com 45 pontos e ocupa a 12ª colocação. O São Paulo pula para 53 pontos e para a sétima posição. Na próxima rodada, no domingo, o Flamengo encara o Grêmio, às 19h30, fora de casa. O São Paulo joga no mesmo dia, às 17h, contra o Fluminense no Maracanã.

Fla foi derrotado pelo São PauloDivulgação

O Flamengo não teve inspiração. O time foi previsível e pouco criou. O trio ofensivo formado por Carlos Eduardo, Paulinho e Hernane foi nulo. Elias foi outro a ter uma atuação apagada. Sem forçar, o São Paulo venceu.

Antes de a bola rolar, os jogadores de São Paulo e Fluminense engrossaram o dia de protesto contra a CBF. O grupo Bom Senso, que luta por melhorias no calendário, organizou uma manifestação na rodada. A ideia era que os atletas cruzassem os braços no apito inicial, o que aconteceu nos jogos de 19h30. Porém, a arbitragem avisou que puniria os jogadores caso fizessem tal ato. A solução foi trocar passes por um minuto. Recado dado: a classe está unida.

Logo após a manifestação, o sistema de irrigação do estádio disparou. O jogo ficou paralisado por seis minutos. A água esfriou ainda mais o jogo. Sonolento, o primeiro tempo quase não teve chances de perigo. O São Paulo buscou mais o ataque, mas errava o último passe. Paulo Victor interceptou por duas vezes. Rogério Ceni tentou duas vezes. Na primeira, a bola foi para fora. Depois, acertou a barreira.

O Tricolor voltou para o segundo tempo mais disposto e se aproveitou da apatia do Flamengo. Aos dois minutos, Elias derrubou Luis Fabiano na área. Pênalti. Rogério Ceni cobrou e abriu o placar. O Fla por pouco não empatou. Ceni saiu mal do gol. Hernane dividiu com a zaga. A bola bateu na trave antes de sair.

O lance não empolgou o Flamengo, que levou o segundo. Ganso achou Ademilson, que bateu na saída de Paulo Victor: 2 a 0. O Rubro-Negro praticamente não esboçou reação e amargou a derrota.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia