'Nosso objetivo é jogar com seriedade e vencer', afirma Jayme sobre o clássico

Treinador rubro-negro escala time titular do Flamengo e prega respeito ao rival Botafogo, que vai atuar com a equipe reserva

Por rodrigo.hang

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu, o técnico Jayme de Almeida revelou que pediu para os jogadores do Flamengo manterem o foco no Campeonato Carioca. Líder isolado e já classificado para as semifinais, o comandante ressaltou a tradição do Botafogo, adversário deste domingo, no Maracanã, pela 13ª rodada do torneio. O rival deve ir a campo com os reservas para o clássico.

Jayme prepara a equipe titular para o clássico contra o Botafogo%2C domingo%2C no MaracanãAndré Mourão / Agência O Dia

"A gente está na reta final, e clássico não é um jogo fácil, temos de respeitar a tradição do Botafogo. Claro que vou botar o que estão os melhores, não há necessidade de arriscar tanto, mas já vimos no Maracanã a dificuldade que é o Botafogo joga com os reservas. Estou neste esporte deste garoto, Vamos ter que chegar lá e jogar com seriedade, e vencer, porque nosso objetivo", disse Jayme.

Para o clássico, Jayme de Almeida não vai poupar os jogadores a fim de dar ritmo ao grupo principal para as fase finais do Carioca e para a Libertadores. ataque. Poupado da vitória de 2 a 0 sobre o Bonsucesso, na última quarta-feira, no Raulino de Oliveira, Hernane foi confirmado no ataque rubro-negro.

"Ele está sem problema físico nenhum e vai para o jogo. O Hernane é nosso jogador mais agudo, e a expectativa é de que ele faça um grande jogo", disse o comandante do Flamengo.

Desde o início do ano, Jayme disse que o Flamengo não priorizaria a Libertadores. Mesmo quando precisou usar os reservas, o time não decepcionou e venceu todas as partidas. Ele vê no Carioca um torneio importante, por valer título. Por isso, pediu para que os jogadores atuem com dignidade.

"Não tem um título? Temos que correr atrás de título e de resultados positivos, pois vale financeiramente ou não. Sobre a equipe alternativa, achavam que era errado, mas toda vez que colocamos os garotos em campo, tivemos 100% de aproveitamento. Se isto vier com um título, melhor ainda. Mas temos de fazer nosso papel primeiro em campo", finalizou o treinador.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia