Melhora a situação do Flamengo na Libertadores

Com a vitória do Bolívar sobre o León, Rubro-Negro se classifica se empatar no Equador e ganhar do time equatoriano no Maracanã

Por O Dia

Rio - A vitória do Bolívar sobre o León, na noite de quarta-feira, foi mais comemorada pela torcida do Flamengo do que os 3 a 0 em cima da Cabofriense. O resultado mudou a conta do Grupo 7 da Libertadores. Se antes apenas seis pontos garantiriam o Rubro-Nego nas oitavas de final, agora, basta o time empatar com o Emelec, em Guaiaquil, e ganhar dos mexicanos no Maracanã.

No caso de uma vitória simples sobre o Emelec, o Flamengo ainda precisará superar o León na última rodada, por causa do saldo de gols. Se passar pelos equatorianos por dois gols de diferença, um ponto diante dos mexicanos dá a vaga ao Rubro-Negro, pelo segundo critério de desempate: gols pró.

Flamengo melhorou situação sem jogarMárcio Mercante / Agência O Dia

“Quem for jogar, vai sabendo disso, que o empate lá também é bom. O Flamengo sempre joga para vencer, mas o empate serve. Vamos encarar como final e o time está preparadíssimo para encarar a pressão que torcedor vai fazer”, disse Everton.

Mas não só a matemática joga a favor. Se a comissão técnica tem problemas com Cáceres, vetado, e Léo Moura, André Santos e Elano como dúvida, ganhou nos últimos dois jogos o retorno de Paulinho. O atacante está recuperado de um problema no púbis e finalmente voltou jogar como em 2013, quando conquistou a torcida.

Com o velocista à disposição, Jayme volta a ter uma carta na manga. Jogador estilo curinga, o atacante pode atuar no meio e até de lateral-direito. Esta última possibilidade pode ser usada amanhã, contra a Cabofriense. Léo Moura está vetado — assim como André Santos, Cáceres e Elano —, e, ontem, Léo, reserva imediato do capitão, voltou a sentir a coxa direita e também está fora. Como o técnico quer usar a partida de aquecimento para quarta-feira, Digão, que não está inscrito na Libertadores, pode ser preterido.

“Paulinho está voltando, pegando ritmo, pode ajudar muito com sua velocidade e movimentação. Estou muito satisfeito de ver que na hora da decisão ele está entrando em forma”, afirmou Jayme.

Sem a menor consideração, Fla aumenta os ingressos

Foram 3.625 pagantes — 5.128 presentes — na primeira partida da semifinal do Carioca. Números que não combinam com a fama da torcida do Flamengo. E para amanhã a expectativa é a pior possível. Além de o Flamengo já estar com a vaga na decisão praticamente assegurada, a diretoria do clube aumentou o preço dos ingressos. Quem quiser assistir a Flamengo e Cabofriense terá que desembolsar pelo menos R$ 80. A entrada mais cara custará R$ 190.

“A gente lamenta porque é muito mais bonito e emocionante com o estádio cheio. Ninguém quer fazer espetáculo para pouco público”, disse Jayme.