A caminho do Fla, Eduardo da Silva se despede do Shakhtar: 'Foi uma honra'

Atacante já havia revelado a existência das conversas com o time da Gávea durante a Copa e pode ser anunciado em breve

Por rafael.arantes

Eduardo da Silva está perto do FlaReuters

Ucrânia - Foram quatro anos de vida na Ucrânia. O atacante Eduardo da Silva disse, nesta segunda-feira, o adeus oficial ao Shakhtar Donetsk. Cada vez mais perto de um acerto com o Flamengo, o croata se desligou do clube nesta tarde ao mandar uma carta para a diretoria da equipe que defendeu nos últimos anos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fla

O carinho ficou claro e Eduardo também foi exaltado pelos dirigentes do Shakhtar. Ao mesmo tempo em que divulgou a mensagem do jogador, o clube ucraniano mandou uma mensagem e dedicou sorte ao jogador para o futuro no futebol.

"O clube de futebol Shakhtar Donetsk agradece do coração a Eduardo pelos anos passados em nossa equipe. Por seu jogo bonito. Pelos gols marcados. Pela entrega. E por suas grandes qualidades humanas! Obrigado e boa sorte na próxima etapa da sua carreira futebolística", publicou o clube.

Confira a carta de Eduardo ao Shakhtar:

"Para mim, foi uma grande honra representar um clube tão fantástico. Estou orgulhoso por ter feito parte de uma equipe que, durante a minha estada, foi quatro vezes campeão do país. E gostaria de aproveitar a ocasião para agradecer às pessoas que têm desempenhado um papel especial na minha vida.

Primeiro de tudo, ao presidente Akhmetov por ter me dado esta oportunidade e por acreditar no meu talento. Ao professor Lucescu, que me orientou, me deu a chance de jogar e de ganhar com um grupo tão excelente de jogadores.

A todos os meus companheiros de equipe, especialmente o nosso capitão Darijo. A sua amizade e dedicação constantes, dentro e fora do campo, serão sempre muito importantes para mim.

Finalmente, e mais importante, aos torcedores. Eu sempre senti e dei valor ao apoio de vocês. Graças a vocês, eu me senti um membro da família Shakhtar desde o primeiro minuto do meu primeiro jogo pelo clube. E por isso eu serei sempre grato.

Gostei muito do tempo que passei em Donetsk. E desejo apenas o melhor para o clube e para o país.

Calorosas saudações,

Eduardo"

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia