Flamengo se aproxima de acerto com Eduardo da Silva

Atacante estava no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia

Por ulisses.valentim

Eduardo da Silva pode ser o novo reforço do FlamengoReuters

Rio - O Flamengo está perto de contratar um reforço de nível de Copa do Mundo. O Rubro-Negro se aproximou de um acerto com atacante Eduardo da Silva, de 31 anos, que defendeu a Croácia no Mundial. O namoro começou em uma conversa durante o Mundial. Sem clube, o brasileiro naturalizado croata está perto de defender o clube carioca.

Ainda na Copa do Mundo, Eduardo da Silva se encontrou com Felipe Ximenes, diretor-executivo do Flamengo. À época, ele desconversou sobre um possível acerto, mas afirmou que pensava com carinho na possibilidade de atuar no Brasil.

"Sempre tive a curiosidade. Na verdade, há dois anos mais ou menos penso na possibilidade de atuar no Brasil. Nunca joguei em clube profissional no país. Estive com um dirigente do Flamengo, mas tomamos apenas um café, não houve nenhuma proposta oficial do clube", disse.

Eduardo da Silva está sem clube desde o fim de junho, quando o contrato com Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, terminou. O atacante deve ser o segundo reforço do Flamengo neste período de parada para a Copa do Mundo. O volante argentino Canteros foi anunciado na semana passada.

O atacante começou a carreira no Ceres, clube da Segunda Divisão carioca. Em 1999, ele se transferiu para o Dínamo Zagreb da Croácia, no qual permaneceu até 2007, quando se transferiu para o Arsenal, time pelo qual conseguiu grande destaque no futebol internacional. Mas, em 2008, o atacante sofreu uma fratura exposta na fíbula esquerda e uma luxação no tornozelo esquerdo depois ser atingido violentamente pelo zagueiro Martin Taylor, do Wigan, em jogo pelo Campeonato Inglês. Ele ficou fora dos gramados por um ano. Eduardo da Silva estava no Shakhtar Donetsk desde 2010.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia