Flamengo sem dor de cotovelo

Sem sofrer, Luxemburgo admite que missão de ganhar do Coritiba é quase impossível

Por bernardo.argento

Luxemburgo deve poupar alguns titularesMárcio Mercante

Rio - A missão é quase impossível, mas Vanderlei Luxemburgo não parece estar preocupado. Ao adotar o discurso de que a prioridade era o Brasileiro, o treinador conseguiu uma espécie de habeas corpus preventivo em caso de eliminação na Copa do Brasil. O Flamengo só passará às quartas de final se vencer o Coritiba, hoje, no Maracanã, por quatro gols de diferença. O treinador, no entanto, sem dor de cotovelo, esbanja tranquilidade. Tanto que deve poupar a maior parte de seus titulares.

“Vamos concentrar todos os jogadores. Apenas o Wallace está fora, porque não pode jogar sábado e preciso formar uma zaga. O Everton concentra, não sei se joga. Temos que pensar que jogamos domingo para depois jogar quarta e sábado. Muito apertado. Temos que ver a recuperação de alguns jogadores”, afirmou Vanderlei, que mostrou realismo ao analisar as chances do Flamengo de classificação nesta noite.

“É difícil, para ser prático. Temos que fazer quatro gols e não levar. É um resultado difícil de acontecer. Temos que pensar em fazer o primeiro. Se fizer, pensa no segundo e depois no terceiro. Se acontecer, ótimo. Se não, avançamos para o jogo de sábado”, disse.

Se o Flamengo vencer por 3 a 0 haverá disputa de pênaltis. Qualquer outro resultado favorável ao Rubro-Negro por três gols dará a vaga ao Coxa. Mesmo assim, Vanderlei abriu mão de treinar cobranças de pênalti. Segundo ele, os jogadores já praticam os tiros livres após os treinos, no dia a dia. Na hora, o técnico diz que, se precisar, perceberá, à base do olho no olho, quem está pronto para assumir a responsabilidade.

Eduardo da Silva e Elton treinam juntos no ataque

O time que treinou, nesta terça-feira, no coletivo é possível tirar uma base de quem vai enfrentar hoje o Coritiba. Eduardo da Silva e Elton formaram trio ofensivo com Gabriel. No meio-campo, Mugni ficou responsável pela criação, enquanto Recife e Luiz Antonio protegiam a dupla de zaga formada por Chicão e Samir. Frauches e o menino Jorge completaram a equipe, nas laterais direita e esquerda, respectivamente. Os titulares trabalharam na academia.

Jorge, no entanto, foi apenas observado, já que João Paulo não tem reserva. O garoto nem sequer está relacionado. O titular deve jogar. Outra opção é Samir ser improvisado.

Everton, suspenso para sábado, pode entrar no lugar de Gabriel. Além disso, Paulinho, que passou um período lesionado, pode ser escalado para ganhar ritmo de jogo. Quem for poupado de início, porém, ficará no banco para ser utilizado durante a partida.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia