São José vence o Flamengo e empata a série das quartas de final do NBB

Ex-rubro-negro, Caio Torres brilha para o clube de São Paulo

Por fabio.klotz

Rio - A defesa não funcionou como na quinta-feira. O ataque também deixou a desejar. E São José contou com um ex-rubro-negro para vencer o Flamengo, neste sábado, por 82 a 76, no Tijuca. O pivô foi decisivo para o triunfo no último quarto. Com a vitória, o clube de São Paulo empata a série melhor de cinco das quartas de final do NBB em 1 a 1. Agora, os paulistas têm o mando de quadra e fazem dois jogos seguidos em casa, o primeiro na terça-feira, às 20h.

Marquinhos não impediu derrota do Flamengo para o São JoséGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Caio Torres conhece bem o Tijuca e sabe como ser decisivo. Ele foi o MVP da final do NBB 5, com a camisa do Flamengo. Agora, foi um dos protagonistas da vitória do São José sobre o ex-clube. Ele foi muito bem auxiliado por Valtinho, Dedé, Laws e Betinho.

O Flamengo não teve um bom desempenho ofensivo. O time forçou as bolas longas - o aproveitamento não foi dos melhores. Agora, o Rubro-Negro vai para a casa do rival precisando vencer um jogo para se manter vivo na série.

O jogo

O primeiro quarto foi de altos e baixos e muitos erros por parte do Flamengo. Na reta final da parcial, o São José se aproveitou dos vacilos e virou o jogo. Porém, uma bola de Benite no estouro do cronômetro fez o Rubro-Negro vencer o período por 21 a 20.

Com o quinteto formado por Gegê, Marcelinho, Benite, Herrmann e Felício, o Flamengo penou ofensivamente e também ia mal na defesa. O São José abriu quatro pontos. José Neto parou o jogo. O clube de São Paulo não diminuiu o ritmo. A vantagem pulou para sete pontos. O Rubro-Negro finalmente reagiu e fez uma sequência de quatro pontos seguidos. Zanon pediu tempo. Dedé meteu uma bola longa. São José foi para o intervalo com seis pontos de frente (41 a 35).

O Flamengo conseguiu melhorar na defesa no terceiro quarto. Os contra-ataques surgiram. O Rubro-Negro empatou o jogo e forçou pedido de tempo de Zanon. O jogo ficou equilibrado e ganhou em emoção. Os times foram para o último quarto empatados: 57 a 57.

Herrmann e Marquinhos bem que tentaram levar o Flamengo à vitória, mas a noite era de um ex-rubro-negro. Caio Torres, MVP da final do NBB 5 com a camisa do Fla, foi decisivo e ajudou o São José a levar a melhor no Tijuca por 82 a 76.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia