Por fabio.klotz

Rio - O ano ainda não acabou para o Flamengo. O clube se apega às chances de Libertadores, mesmo que remotas, para manter o foco na reta final do Brasileiro. De volta da seleção olímpica, Jorge destaca a importância do duelo com o Santos, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, para o Rubro-Negro continuar com esperança de G-4 ou de G-5.

Jorge tomou conta da lateral esquerda do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Jogo que vai ser importante demais buscarmos os três pontos. Sabemos das dificuldades. É vencer esses dois jogos que temos fora do Maracanã para pensarmos no G-4 ainda. Hoje pensamos no G-5, pois Santos e Palmeiras estão na final da Copa do Brasil", declarou o lateral-esquerdo, nesta terça-feira, no Ninho do Urubu.

Independentemente de vaga para a Libertadores, o ano é especial para Jorge. O lateral foi promovido ao profissional e tomou conta da posição. Além disso, tem sido convocado para a seleção olímpica.

"Meu ano foi e vem sendo maravilhoso. Há poucos meses, eu sonhava em estar no grupo. Estou conquistando coisas para a minha vida. Hoje estou participando desse grupo e fico feliz pelas coisas que estão acontecendo comigo", analisou.

O Flamengo ocupa a 11ª colocação do Brasileiro, com 47 pontos, sete a menos do que o Santos, quarto colocado. O Rubro-Negro tem 1% de chance de Libertadores, de acordo com o matemático Tristão Garcia.

Você pode gostar