Com a bola rolando, Flamengo não marca há mais de 400 minutos

Rubro-Negro vive momento de instabilidade na temporada

Por pedro.logato

Rio - O Flamengo perdeu o caminho do gol. Com a bola rolando, o time do técnico Muricy Ramalho não balança as redes há mais de 400 minutos — desde o empate em 1 a 1 com o Figueirense, pela Primeira Liga, no dia 9 de março.

Nesse período, o time perdeu para Confiança — que jogou quase todo o tempo com um a menos — e Atlético-PR, empatou com o Fluminense e venceu o Madureira, gol de pênalti de Emerson Sheik.

Flamengo passa por momento complicadoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Após a eliminação na Primeira Liga, Muricy insistiu na desculpa do cansaço devido às muitas viagens — a equipe já jogou em 12 estádios na atual temporada. Argumentou que o período de recuperação dos jogadores é menor, o que compromete o trabalho. No entanto, por várias vezes abriu mão de fazer as três substituições.
Diretor-executivo, Rodrigo Caetano reconhece o desgaste, mas garante que o excesso de viagens não será uma eterna muleta:

“Não vai ser esse o nosso discurso o ano todo, podem ter certeza. Já sabemos que vamos enfrentar isso e temos que buscar minimizar os impactos, tendo elenco com peças que possam entrar e dar conta do recado.” E cobrou: “Temos que reagir e já.”

Muricy admite que há muito a fazer ainda: “São dois meses e pouco de trabalho. A gente tem realmente um bom time quando joga completo, mas ainda falta muito para o Brasileiro.” Sobre o ataque, minimizou: “Uma hora a bola vai entrar, e o time vai voltar a fazer gol. Anima a gente porque estamos criando muito.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia