Homem de visão, foco de Dorival é fazer o Flamengo brilhar

De olho no hepta brasileiro, técnico ignora os desfalques e busca a formação ideal para o decisivo duelo contra o Corinthians, no Itaquerão

Por O Dia

Técnico do Flamengo, Dorival Júnior falou sobre Lucas Paquetá
Técnico do Flamengo, Dorival Júnior falou sobre Lucas Paquetá -

Rio - Dorival Júnior estreou no sábado, mas agora começou a buscar dar a sua cara ao time do Flamengo. Ainda sob a sombra do trabalho de Mauricio Barbieri, o treinador esboçou a equipe que deve mandar a campo contra o Corinthians, sexta-feira, às 21h, no Itaquerão, pelo Brasileiro. Sem saber se contará com Diego, Cuéllar e Renê, ele testou alternativas.

"Temos que aproveitar as semanas livres para aprimorar o nosso jogo, a criação das jogadas de gol. Temos onze jogos para buscar a liderança", disse Everton Ribeiro, que ainda não jogou a toalha no Campeonato Brasileiro: "Acreditamos muito em título. Mesmo sabendo das dificuldades, das oportunidades que deixamos passar. Estamos a quatro pontos do líder, temos confrontos diretos, e precisamos assimilar o que o Dorival tem para nos passar".

No início, Dorival montou o time com César na vaga de Diego Alves; Cuéllar, Willian Arão e Lucas Paquetá no meio; e Uribe de centroavante. Depois, o treinador trocou Trauco, Cuéllar, Paquetá e Vitinho por Renê, Piris da Motta, Matheus Savio e Geuvanio.

Em outro momento, com o campo reduzido, o técnico voltou a usar a formação inicial, mas com Piris no lugar de Cuéllar, que será julgado novamente pelo STJD na manhã do jogo contra o Timão. Inicialmente, ele havia recebido pena de dois jogos de suspensão por pisão em Pablo, do Atlético-PR. O departamento jurídico do Flamengo entrou com recurso e conseguiu efeito suspensivo. Se for novamente punido, o colombiano não pega o rival paulista.

Será apreciado também na manhã de sexta-feira o caso do lateral Renê, denunciado pelo mesmo lance. Ele foi absolvido em primeira instância, mas a Procuradoria do Tribunal recorreu.

Essa foi a segunda sessão de treino comandada por Dorival no Ninho do Urubu. O sucessor de Barbieri foi apresentado como novo treinador na manhã do sábado passado, quando o Rubro-Negro empatou em 0 a 0 com o Bahia na Fonte Nova. Apesar do pouco tempo, Everton Ribeiro já consegue comparar o trabalho interrompido com o que acabou de começar.

"Cada um tem seu estilo. Não vejo muita diferença. O Dorival chegou querendo conhecer o grupo, orientando bastante. Não tem muito tempo. Cada minuto é precioso. Está tentando da melhor maneira. Estamos buscando assimilar o mais rápido possível o jeito dele", afirmou o meia.

Comentários