Dorival destaca valentia do Flamengo e importância de vitória na briga por título

"Enquanto houver 1% de chance, nós vamos ter 99% de fé", afirma o treinador

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Willian Arão marcou para o Flamengo contra o Sport
Willian Arão marcou para o Flamengo contra o Sport -

Recife - A vitória do Flamengo sobre o Sport, por 1 a 0, nesta tarde de domingo, na Ilha do Retiro foi muito importante nas pretensões do clube na lutar ainda pelo título do Campeonato Brasileiro. Este foi o ponto positivo tirado pelo técnico Dorival Júnior, que ainda sonha em ser campeão: "Enquanto houver 1% de chance, nós vamos ter 99% de fé".

Na prática, os resultados da rodada foram bons para o rubro-negro carioca, que subiu para a vice-liderança, com 66 pontos e diminuiu de sete para cinco a diferença para o Palmeiras. Com 71 pontos, o líder do torneio empatou por 1 a 1 com o Paraná, lanterna da competição. O Internacional caiu para terceiro, com 65, após perder para o Botafogo, por 1 a 0, no Rio A três rodadas do término da temporada, o Flamengo volta a campo na quarta-feira, às 21h45, diante do Grêmio, no Maracanã, pela 36.ª rodada.

Em relação ao jogo deste domingo, o técnico reconheceu que o time não foi bem, em especial no primeiro tempo. "Nós só acordamos quando ficamos com um jogador a menos (com a expulsão de Lucas Paquetá, aos 15 minutos da etapa final). Daí nosso time foi valente, como precisa ser. Mudamos a postura e tínhamos que nos abrir para buscar a vitória", explicou.

O treinador isentou Henrique Dourado e Geuvânio, titulares na partida que estiveram nem uma tarde ruim, resultado do baixo rendimento do grupo, de acordo com Dorival. "Fizemos o primeiro tempo bem abaixo de nossas expectativas e o coletivo afeta a condição individual, o que é natural". O técnico considerou que a boa atuação do sistema defensivo foi exceção, rejeitando a possível apatia do Sport. "O jogo foi de muita marcação e, por isso, era preciso usar mais as nossas individualidades", comentou.