Bola aérea e desfalque por pensão: como vem a LDU, adversária do Flamengo nesta quarta

Atacante equatoriano sequer pôde viajar para o Rio de Janeiro, e ex-Botafogo será o substituto

Por MH

Com força física e habilidade, Anangonó é um desfalque sentido pelo time da LDU
Com força física e habilidade, Anangonó é um desfalque sentido pelo time da LDU -

Rio - Em jogo recheado de expectativas, Flamengo e LDU se enfrentam na noite desta quarta-feira (13), no Maracanã, às 21h30, pela segunda rodada da Libertadores. As duas equipes venceram seus primeiros jogos e lideram o Grupo D da competição. A LDU, no entanto, supera no saldo de gols. O duelo coloca frente a frente dois times desfalcados, mas que não abrem mão das suas características de jogo.

Se o Rubro-Negro tem as ausências do zagueiro Rhodolfo e o atacante Vitinho, os equatorianos também não estão completos, principalmente no setor ofensivo. O atacante Anangonó, principal arma no ataque, sequer viajou para o Rio de Janeiro. Ele não pôde sair do Equador por conta de problemas com pensão alimentícia. Anangonó só conseguiu a liberação para a viagem na manhã de terça-feira (12), tarde demais para se juntar ao resto do elenco, que havia chegado ao Rio ainda na segunda-feira.

Mas, o desfalque de Anangonó não muda o estilo de jogo da LDU, time que gosta de assustar nas bolas aéreas. O substituto será Rodrigo Aguirre, recém saído do Botafogo. O uruguaio, aliás, marcou um dos gols da LDU na vitória contra o Peñarol, na primeira rodada (2 a 0). Seu reserva imediato no setor ofensivo será Cristian Borja, jogador que teve passagem apagada pelo próprio Flamengo, em 2010. Outro conhecido do futebol carioca é o volante Orejuela, que pertence ao Fluminense, mas está emprestado.