Edmundo se rende à joia da base do Flamengo e detona postura do Vasco

'Juro por Deus, nunca tinha ouvido falar, fiquei encantado com a personalidade e com o jeito de jogar', disse o 'Animal' sobre o atacante Bill

Por O Dia

Edmundo
Edmundo -

Rio - O Flamengo perdia até os 48 minutos do segundo tempo quando Arrascaeta empatou o clássico com o Vasco, em 1 a 1, após jogada do jovem atacante Bill, e levou a final da Taça Rio para os pênaltis. Nas cobranças, os vascaínos desperdiçaram três e os rubro-negros tiveram a cabeça no lugar para vencer por 3 a 1 e fazer a festa no Maracanã com time todo reserva.

Aos 19 anos, o ex-companheiro de Vinicius Júnior e Lincoln nas categorias de base estreou no time titular e encheu os olhos de um eterno craque. Durante o programa 'A Última Palavra', o comentarista da Fox Sports Edmundo não poupou elogios a jovem promessa.

"Com toda a tristeza de ser vascaíno, o único alento que eu tive ao ver meu time perder é que ganhou o futebol. Porque o Leomir - a necessidade obrigava isso - foi só fazendo substituições, tirou um zagueiro para botar um atacante. E é legal como o futebol brasileiro se reinventa, hoje (domingo) eu vi um menino chamado Bill, juro por Deus, nunca tinha ouvido falar, fiquei encantado com a personalidade e com o jeito de jogar", disse o 'Animal'.

Por outro lado, o ex-jogador criticou a postura adotada pelo Cruzmaltino: "Por isso que estou dizendo que premiou o futebol, porque enquanto o Alberto Valentim foi botando o Vasco para trás, o Leomir foi botando o Flamengo para frente, independentemente se era melhor ganhar ou perder. Ele fez todos os movimentos de quem quer ganhar o jogo, e isso é premiar o futebol".

Comentários