Fla pega a LDU em busca da vaga nas oitavas

Rubro-Negro só precisa de um empate para avançar à próxima fase da Libertadores. Suspenso, Abel Braga não poderá comandar o time

Por O Dia

Com a missão de conquistar o Carioca já cumprida, o Flamengo encara hoje a LDU, às 21h30, em Quito, precisando apenas do empate para garantir uma vaga nas oitavas da Libertadores, maior objetivo da temporada, e iniciar o Campeonato Brasileiro com a consciência tranquila. Caso seja derrotado, o time vai para um duelo de vida ou morte com o Peñarol, dia 8, em Montevidéu.

O Rubro-Negro entrará em campo com força máxima, contando com o retorno de Bruno Henrique, que entra na vaga de Diego, mas deve atuar como centroavante, a exemplo do primeiro jogo da final do Carioca, no qual marcou dois gols. O único desfalque, curiosamente, será o técnico Abel Braga, suspenso pelo atraso de dois minutos na volta dos jogadores do intervalo na derrota por 1 a 0 para o Peñarol, dia 3, no Maracanã. Quem comanda a equipe é o auxiliar Leomir.

Além de um adversário que jogará a vida, já que precisa da vitória para se manter com chances na Libertadores, o Flamengo enfrenta a altitude de 2.800m de Quito, que costuma complicar a vida dos rivais da LDU. Na última vez que teve que lidar com a altitude, porém, o time se deu bem. Venceu por 1 a 0 o San José, na primeira rodada, em Oruro, na Bolívia, mas o goleiro Diego Alves precisou trabalhar muito e foi eleito o melhor em campo.

GABIGOL É ABSOLVIDO

Apesar de o empate ser suficiente para garantir a classificação, o Mais Querido mira os três pontos, almejando a primeira colocação do Grupo D, que dá o direito de disputar o segundo jogo das oitavas de final em casa.

Para alívio dos rubro-negros, o atacante Gabigol, ao contrário de Abel, foi absolvido pela Conmebol pela expulsão contra o Peñarol e, como já cumpriu suspensão automática, não será problema. O clube, entretanto, terá que arcar com multa de 1.500 dólares (R$ 6 mil), que serão debitados da cota de TV.

O Flamengo lidera o Grupo D da Libertadores, com nove pontos — empatado com o Peñarol —, superando o time uruguaio no saldo de gols (7 a 4). A LDU ocupa a terceira colocação, com quatro, e o San José, já eliminado, é o lanterna, tendo conquistado só um ponto.

Histórico: Flamengo tem problemas na Libertadores logo após levantar título carioca

Flamengo enfrenta a LDU pela Libertadores - Delmiro Junior/Parceiro/Agência O Dia

Rio - O Flamengo precisa de um simples empate contra a LDU para se classificar às oitavas de final da Libertadores, e a conquista do Campeonato Carioca é motivação para que o time cumpra a missão sem maiores dificuldades. O histórico recente na competição, no entanto, serve de alerta. O retrospecto mostra que a empolgação após levantar o troféu do Carioca, às vezes, vira decepção na competição sul-americana.

Foi assim em 2008, contra o América do México, inesquecível na memória do torcedor. O Flamengo conquistou o Carioca sobre o Botafogo no domingo, e foi para o jogo da Libertadores na quarta-feira podendo perder por até três gols de diferença. Foi justamente o que aconteceu, com o baixinho Cabañas fazendo estrago. Um ano antes, em 2007, o Flamengo também levou a melhor sobre o Botafogo no Estadual dias antes de ser eliminado da Libertadores para o Defensor, do Uruguai. Naquela ocasião, o time venceu por 2 a 0, mas precisava fazer três.

Em 2014, foi ao contrário. Na quarta-feira, o Flamengo foi eliminado ainda na fase de grupos em pleno Maracanã para o Leon, do México. No domingo, venceu o Vasco e foi campeão carioca.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários