Por MH

O desafio atual de Abel Braga no Flamengo é encontrar um estilo de jogo que dê resultado. E é preciso ser rápido. A derrota de sábado para o Atlético-MG por 2 a 1, em Belo Horizonte, mostrou um time frágil taticamente, mesmo com um jogador a mais em campo durante mais de 45 minutos.

Pesa contra Abel o fato de que a temporada já está praticamente na metade. Se fosse escola, o Flamengo seria o aluno relapso, de notas medianas. Rendimento decepcionante para o alto investimento. Cuéllar se salvou na má atuação rubro-negra contra o Galo. O volante, que saiu do Independência com uma bota ortopédica, desembarcou no Rio aparentemente melhor, mas ainda contrariado. "Temos que analisar o que fizemos de errado e obviamente melhorar para a próxima partida. Não foi um bom jogo, temos que assumir, ainda mais tendo um homem a mais na maior parte do segundo tempo. Então a gente tem que analisar o que fez de negativo para não voltar a cometer os mesmos erros".

O Flamengo só volta a jogar no domingo, contra o Athletico-PR, no Maracanã.

Você pode gostar
Comentários