Fla: crônica

Flamengo

Por O Dia

Após ótimo passe de Willian Arão, Gabigol perde chance clara diante 
de Cássio
Após ótimo passe de Willian Arão, Gabigol perde chance clara diante de Cássio -
Rio - À espera de Jorge Jesus, o Flamengo ainda peca, não comete milagres, mas está classificado para as quartas de final da Copa Continental do Brasil. O gol de Rodrigo Caio garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, ontem, no Maracanã, e manteve de pé o projeto de 'multiplicação' de títulos prometido pela diretoria aos milhões de seguidores rubro-negros.
Com a vantagem do empate, após vencer por 1 a 0 o primeiro jogo, no Itaquerão, o Rubro-Negro teve o dominío de posse de bola, como de costume, porém, não conseguiu transformar em oportunidades a incessante troca de passes que testava a paciência do torcedor. Com uma implacável marcação, o Corinthians teve a frieza de esperar o Flamengo errar, como na roubada de bola de Vagner Love na disputa com Rodrigo Caio.
Em duas cobranças de falta, Sornoza colocou Diego Alves para trabalhar e ainda foi salvo pelo 'santo' travessão na bomba de Ralf na entrada da área. Com muita lentidão na transição e passes errados, o Flamengo demorou a responder. Aos 38, Willian Arão descolou um ótimo lançamento para Gabigol, travado pelo goleiro Cássio na hora da finalização. Cinco minutos depois foi a vez de Diego acertar um lançamento tão bom quanto à defesa de Cássio na cabeçada de Everton Ribeiro.
O panorama pouco mudou no segundo tempo. Eliminado com o resultado parcial, o Corinthians se expôs um pouco mais e, depois da boa jogada de Michel, Vagner Love quase abriu o placar, mas parou na difícil defesa de Diego Alves. Previsível e limitado pelos próprios erros de passe para superar a forte marcação adversária, o Flamengo teve a chance, também de cabeça, com Bruno Henrique. A bola explodiu no pé da trave de Cássio e saiu pela linha de fundo.
Aos 30 minutos, Fábo Carille partiu para o tudo ou nada com a entrada dos centroavantes Gusgavo, o Gustagol, e Boseli no lugar de Sornoza e Júnior Urso, respectivamente. Com Vitinho, o técnico interino Marcelo Salles tentou renovar o fôlego do ataque e aproveitar os espaços após as mudanças no Corinthians. No entanto, as melhores chances foram pelo alto.
Após cruzamento de Vitinho, Rodrigo Caio marcou na sobra, mas o árbitro Leandro Vuaden já havia marcado falta de ataque sobre Vagner Love. Aos 42, o zagueiro aproveitou o cruzamento de Everton Ribeiro e usou o pé direito para abrir o placar. No entanto, teve que esperar a confirmação do VAR para comemorar o gol que consolidou a classificação rubro-negra. Protegido pelas traves, Diego Alves, em noite abençoada, não foi vazado por Boseli e Jadson no último suspiro de pressão corintiana.

Galeria de Fotos

Após ótimo passe de Willian Arão, Gabigol perde chance clara diante de Cássio Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
O goleiro Cássio se antecipa a Gabigol e faz a defesa: jogo disputado e decidido no fim Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia

Comentários