Rodrigo Caetano - Ricardo Duarte/Internacional
Rodrigo CaetanoRicardo Duarte/Internacional
Por Lance
Porto Alegre - Para ganhar uma Libertadores da América, apenas o campo não é necessário. Ciente disso, o executivo de futebol do Internacional, Rodrigo Caetano, agitou os bastidores para o duelo contra o Flamengo nas quartas de final do maior torneio de clubes do continente.

Incomodado com o pênalti marcado a favor do Rubro-Negro contra o Emelec, o dirigente concedeu entrevista à Rádio Gaúcha e declarou que está na torcida para que o classificado do confronto saia sem nenhuma polêmica.

"Espero que tudo se decida dentro do campo, sem polêmica. Ficou novamente claro como Flamengo abriu sua vantagem, certamente tem equipe suficiente para ter vencido o Emelec. Só espero que o inter não seja prejudicado. A gente vem num bom momento, temos enfrentamentos difíceis até lá, e acho que esse é o desejo de todo colorado, seguimos vivos em todas as competições, cada vez mais nosso elenco tem que provar a qualidade. Vamos nos preparar bem, só não gostaria de nenhum tipo de polemica", afirmou o diretor.

Dono de melhor campanha na fase de grupos, o Inter vai decidir o segundo jogo dentro do Beira-Rio, fato que deixa Rodrigo Caetano confiante na vaga para a próxima fase.

"Nossa equipe é muito forte nos nossos domínios, nosso torcedor criou essa aliança. Mas muitas vezes os confrontos se decidem no primeiro jogo. Espero que se repita, principalmente nos primeiros jogos, contra o Cruzeiro e o Flamengo, para trazer algum tipo de vantagem para dentro do Beira-Rio. Porque realmente, jogar a segunda em casa, na minha visão, é uma vantagem que não podemos desprezar", declarou.