Flamengo pretende excluir sócios-torcedores que revenderem ingressos na Internet

Cambistas chegam a cobrar R$ 2500 reais por uma entrada

Por O Dia

Partida entre Flamengo x Santos, valida pela 19a rodada do Campeonato Brasileiro, estadio Maracana, Rio de Janeiro-RJ, Domingo (14). O duelo que vai decidir o campeão simbolico do primeiro turno do Brasileirao. Na foto torcedores flamenguistas. Torcida, arquibancada, maracana, rubro negros. Foto: Daniel Castelo Branco - Agencia O Dia
Partida entre Flamengo x Santos, valida pela 19a rodada do Campeonato Brasileiro, estadio Maracana, Rio de Janeiro-RJ, Domingo (14). O duelo que vai decidir o campeão simbolico do primeiro turno do Brasileirao. Na foto torcedores flamenguistas. Torcida, arquibancada, maracana, rubro negros. Foto: Daniel Castelo Branco - Agencia O Dia -
Rio - O Flamengo prometeu que tomará providências em relação aos sócios-torcedores que tentarem revender seus ingressos para a partida contra o Grêmio, no dia 23 de outubro, no Maracanã. Em contato com o site "Globo Esporte", o clube afirmou que a prática vai contra as regras do programa Nação Rubro-Negra e que a punição, nesses casos, é a expulsão.
"Proibição de Negociação de Pontos e de benefícios do Programa Loyalty. Fica expressamente proibida a negociação pelo Sócio-Torcedor dos Pontos e/ou dos benefícios oferecidos pelo Programa, sob qualquer forma, incluindo, mas não se limitando à sua compra, venda, cessões, doações ou permuta de Pontos e/ou dos benefícios oferecidos pelo Programa. A comprovação de tais práticas ensejará a imediata exclusão do Sócio-Torcedor do Programa Loyalty e o cancelamento dos Pontos, independente de serem tomadas as medidas judiciais cabíveis", diz um trecho do regulamento.
Nas redes sociais e em alguns sites de venda, diversos ingressos estão sendo revendidos a preços exorbitantes. No site "Mercado Livre", houve quem comercializasse o bilhete por R$ 1800. Alguns cambistas chegam a cobrar R$ 2500 reais para entradas no setor Norte.

Comentários