Dirigente do Flamengo cobra companhias aéreas por final da Libertadores

Por meio de seu perfil pessoal no Twitter, ele pediu 'responsabilidade social'

Por Lance

Rodrigo Dunshee de Abranches
Rodrigo Dunshee de Abranches -
Rio - A mudança do local da final da Copa Libertadores para o Estádio Monumental de Lima, no Peru, causou um transtorno, de certa forma, óbvio. Torcedores que haviam comprados passagens aéreas e pacotes de turismo para Santiago, no Chile, precisam alterar também seus planos. Por estes torcedores é que o vice-presidente geral e de procuradoria do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, cobrou as companhias aéreas.


O dirigente, por meio de seu perfil pessoal no Twitter, pediu "responsabilidade social" às empresas que levariam torcedores rubro-negros para a capital chilena. Santiago vem sendo palco de fortes protestos que já haviam paralisado as atividades esportivas do país. Na última terça-feira, a Conmebol alterou o local do último confronto da edição atual da principal competição do continente.

Abranches afirmou que a mobilização junto a tais empresas vem sendo feita de forma institucional, e marcou redes de hotéis e companhias aéreas após o texto, além de citar também que pacotes terrestres também foram vendidos por causa da final da Libertadores.

Confira o texto do dirigente:

"Nós do Flamengo estamos pedindo às empresas envolvidas nos pacotes aéreos e terrestres para Santiago que facilitem a vida dos torcedores (clientes) que não tem culpa pelo cancelamento do jogo. Responsabilidade social e consideração é nessa hora que se mostra. Vamos ser justos!

É imperioso que sejam devolvidos ou aproveitados os gastos feitos com passagens e hotéis. Parabéns à Latam por estar puxando a fila da ética e da honestidade. Espero que todos sigam o exemplo. Rumo à Lima!"
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários