Ficou marcado na história! Torcedor do Flamengo pega camisa de Bruno Henrique e sonha com reencontro

Felipe Gavinho chegou a ser ameaçado por outros torcedores, mas ficou com a camisa do atacante

Por Lucas Oliveira

Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico contra o botafogo, na última quinta-feira, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro
Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico contra o botafogo, na última quinta-feira, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro -
Rio - Infelizmente, o clássico entre Botafogo e Flamengo, nessa última quinta-feira, ficou marcado de forma negativa por conta da violência dentro e fora do Estádio Nilton Santos. Porém, para o rubro-negro Felipe Gavinho, apesar das cenas de selvageria, o duelo ficará marcado pra sempre em sua memória de maneira positiva, não só pelo gol da vitória no final da partida, mas também por um motivo especial. Ao final da partida, o jovem de 23 anos conseguiu pegar a camisa do atacante Bruno Henrique.

Já virou recorrente em jogos do Flamengo, os jogadores irem até a torcida após o término da partida para agradecer pelo apoio, e dessa vez não foi diferente. Felipe costuma ir a praticamente todos os jogos no Maracanã e sabia disso, mas o que ele não esperava é que os atletas rubro-negros fossem comemorar exatamente ali na sua frente.

Até que na hora do refrão da música ‘Em dezembro de 81’, Bruno Henrique, o jogador mais decisivo do Flamengo nessa temporada até aqui, jogou sua camisa na direção da arquibancada. Felipe estava bem na frente e viu aquilo como uma oportunidade única de ter quem sabe a camisa de um jogador que está muito perto de se tornar ídolo do Flamengo.

Confira o vídeo:''Quando eu vi que o Bruno Henrique ia jogar a camisa dele, eu me preparei e dei um pulo pra pegar. Acabei caindo e bati o joelho no ferro da cadeira, mas valeu a pena. Acabou rolando um pequeno desentendimento por conta de um cara que quis arrancar a camisa da minha mão e ameaçou me bater se eu não largasse, mas mesmo assim eu não soltei. No fim, as pessoas que estavam em volta viram que eu tinha pego e falaram para o torcedor soltar, dando tudo certo”, festejou Felipe.

Felipe é dono de uma página no Instagram chamada @gavonagavea, onde passa informações sobre o Flamengo e, eventualmente, promove sorteios. Quando postou que havia conseguido pegar a camisa do Bruno Henrique, seus seguidores pediram para que ela fosse sorteada. Porém, o administrador explicou que dessa vez não seria possível.

''Sempre quando posso eu realizo sorteio de ingressos para jogos no Maracanã e dessa vez eles queriam a camisa do Bruno Henrique. Expliquei para eles que nem eu iria usar essa camisa, já que pretendo emoldurá-la. Gostaria que o Rei dos Clássicos autografasse, mas se não for possível, vou emoldurar mesmo assim. É a camisa do jogador mais decisivo do Brasil na temporada até aqui e ele está prestes a se tornar ídolo de uma Nação de mais de 40 milhões de torcedores caso vença o Brasileirão e/ou a Libertadores''.

Galeria de Fotos

Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro Lucas Oliveira/O Dia
Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro Lucas Oliveira/O Dia
Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro Lucas Oliveira/O Dia
Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro Lucas Oliveira/O Dia
Felipe Gavinho conseguiu pegar a camisa de Bruno Henrique após o clássico contra o botafogo, na última quinta-feira, no Nilton Santos, e sonha com o reencontro Lucas Oliveira/O Dia
*Estagiário sob supervisão de Yuri Eiras

Comentários