Bandeira de Mello na companhia de outros ex-dirigentes no Estádio Monumental - Reprodução Instagram
Bandeira de Mello na companhia de outros ex-dirigentes no Estádio MonumentalReprodução Instagram
Por Venê Casagrande
A informação que circula nas redes sociais dando conta que Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, teria deixado o Estádio Monumental antes do término da partida contra o River Plate não é verdade. O ex-mandatário do Rubro-Negro, em contato com a reportagem, negou a notícia e garantiu que jamais foi embora durante uma partida mesmo nos tempos de dirigente do clube.
"Eu nunca na minha vida de torcedor, nem de presidente, fui embora antes do jogo terminar. Quando perdemos de 6x0 para o Botafogo em 1972, fiquei até o fim. Enquanto fui presidente, algumas vezes, em dias de derrotas, fui aconselhado pela segurança a sair mais cedo e nunca concordei. No sábado, é óbvio que fiquei até o final, assisti à cerimônia de premiação e ainda demorei mais de meia hora para sair. Há inclusive registros fotográficos disso. Estranho que alguém esteja espalhando essa mentira. Ou não...", disse Bandeira de Mello em contato com o O Dia.
Publicidade
Eduardo Bandeira de Mello marcou presença no título da Libertadores na arquibancada e estava na companhia de ex-dirigentes do Flamengo na sua gestão, como Ricardo Lomba, Luiz Filipe e Rafael Strauch e Wellignton Silva, vice presidentes de Futebol, TI, Administração e Comunicação, respectivamente.