Preparador de goleiros do Flamengo acredita que Hugo está pronto para defender o clube

Arqueiro foi um dos destaques nos campeonatos da sua categoria

Por Lance

Hugo Souza já atuou pela seleção brasileira de sua categoria
Hugo Souza já atuou pela seleção brasileira de sua categoria -
Rio - A temporada de 2019 encerrou a passagem de Hugo Souza, formado no Ninho do Urubu, no Sub-20 do Flamengo. Nascido em janeiro de 2000, o goleiro foi um dos destaques das conquistas do Carioca, Brasileirão e Supercopa do Brasil da categoria e, a partir deste ano, estará à disposição do elenco profissional. Já no Estadual, em janeiro, deve receber as primeiras chances na equipe principal, uma vez que o elenco se reapresentará no dia 22 e realizará pré-temporada.

Assim, grande parte do grupo Sub-20 de 2019 será comandado por Maurício Souza nas rodadas iniciais da Taça Guanabara. No ano passado,, Hugo Souza acostumou-se a integrar os treinos ao lado de Diego Alves, César e Gabriel Batista, no Ninho do Urubu e, ao mesmo tempo, ser o titular do time Sub-20.

Esta rotina de treinos e partidas na última temporada, com 40 jogos e cinco títulos conquistados, pode ser um aliado para o jovem goleiro, avaliou Wagner Miranda, preparador de goleiros do Flamengo, em entrevista ao LANCE!.

- Trata-se de uma grande promessa. Chegar no profissional do Flamengo não é tarefa fácil. Agora é evoluir ainda mais para se manter. Ao lado de grandes goleiros do elenco, como Diego Alves, César e Gabriel Batista, ele tem grandes chances de evolução, além do trabalho especificamente falando, direcionado - avaliou Wagner, conhecido como Gigante entre os atletas, antes de completar:
- Acredito muito no seu potencial (do Hugo). Como se trata de um jogador que atuou por toda temporada, foram muitas competições do Sub-20, o ritmo de jogo será seu grande aliado - finalizou o preparador de goleiros.

Grande parte dos atletas do Sub-20 terão a responsabilidade de representar o Flamengo no início do Campeonato Carioca enquanto o elenco realiza a pré-temporada sob o comando de Jorge Jesus. Para muitos dos Garotos do Ninho será a primeira chance entre os profissionais, apesar de serem nomes já conhecidos da Nação, como Rodrigo Muniz e Yuri César, destaques em 2019. Por conta disso, o clube desistiu de disputar a Copa SP de Futebol Júnior.
— Wagner Gigante Miranda (@gigante_wagner) December 18, 2019
GIGANTE ACUMULA TÍTULOS E ELOGIA DIEGO ALVES

Wagner Miranda, em sua segunda passagem pelo clube da Gávea, acumula conquistas pelo Rubro-Negro. Esteve presente em 2013, no título da Copa do Brasil, no Estadual de 2014 e, após trabalhar no Tianjin Quanjian, da China, e na Chapecoense, retornou ao Flamengo e participou do histórico 2019, com a conquista da Tríplice Coroa: Campeonato Carioca, Brasileirão e Libertadores.

Ao fim da temporada, o sentimento de Wagner Miranda era de dever cumprido.

- É muito difícil narrar a emoção e a alegria dessas conquistas tão marcantes, tanto para o Flamengo como pra mim, pessoalmente falando. O sentimento é de dever cumprido. Ver o que o Flamengo proporcionou pra sua torcida é muito gratificante - comentou o preparador de goleiros do Fla ao LANCE!.
Veja mais respostas de Wagner Miranda, preparador de goleiros do Flamengo:

O título mundial não veio, mas Diego Alves encerrou o ano com mais uma grande atuação diante do Liverpool. Qual avaliação que você faz da participação dele no torneio e Como foi a preparação para esta decisão?

Então, avaliar sua atuação é bem simples. Esta não foi construída para mais uma final especificamente na temporada. Nós nos preparamos incansavelmente para grandes conquistas ao longo do ano, e toda grande conquista de uma equipe passa literalmente pelas mãos do goleiro, e não foi diferente com o Diego Alves. Ele foi um mostro na construção dessa chegada à final do Mundial. A Libertadores mostrou isso. Só pegarmos suas atuações até a final contra o River.

O Flamengo chegou ao Mundial após os títulos brasileiro e da Libertadores, que foram um grande alívio e motivo de justa comemoração. Sentiu o camisa 1, e o time como um todo, estavam no auge técnico e de concentração para a final?

Sim, na temporada tivemos que trocar o chip várias vezes, e no Mundial não foi diferente, visto a grande atuação de toda equipe contra o Liverpool.

Do outro lado, Alisson fez uma partidaça pelo Luverpool, foi eleito recentemente o melhor do mundo... Vê ele como o grande nome da posição no Brasil hoje?

É uma grande referência na posição. E hoje ele abre no mundo portas para os demais goleiros brasileiros.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários