Léo Pereira -  ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO
Léo Pereira ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO
Por O Dia
Rio - Em meio à pandemia do novo coronavírus, todas as equipes do futebol brasileiro estão sofrendo com o impacto da doença. Inclusive os clubes que possuem uma das melhores condições do país, como o Flamengo. De acordo com o blog do PVC, a equipe carioca atrasou uma das parcelas da compra de Léo Pereira, junto ao Athletico.
A parcela venceu no último dia 14 e o valor é de R$ 3,5 milhões. O Flamengo ainda não recebeu da Adidas, por conta de atrasos do patrocinador, e teve o contrato com o Azeite Royal encerrado, por conta da Covid-19.
Publicidade
Ainda segundo o blog, a diretoria do Flamengo já comunicou ao Athletico, que entendeu o motivo do atraso. Com o atual cenário, o Rubro-Negro carioca busca renegociar formas de pagamento. Diretor Executivo de Futebol do atual campeão brasileiro e da Libertadores, Bruno Spindel comentou a situação atual do clube.

"Temos boa situação, mas a crise exige repactuar alguns acordos anteriores", disse o diretor-executivo, mas sem citar diretamente o caso de Léo Pereira.
Até o momento, apenas a situação de Léo Pereira está pendente. Além disso, o clube está pagando parcelado os R$ 32 milhões na revelação do Campeonato Brasileiro de 2019, Michael, mas a próxima parcela vence apenas em julho. A ideia é renegociar a forma de pagamento caso o vírus continue se espalhando até lá.