Há um ano, Flamengo dava o primeiro passo pelo hepta e via ídolo encerrar a carreira

No dia 27 de abril de 2019, o Rubro-Negro derrotava o Cruzeiro, de virada, pela estreia do Campeonato Brasileiro. E o principal: no fim daquele jogo, Juan se despedia do futebol

Por Lance

Zagueiro Juan se despediu do futebol no jogo Flamengo x Cruzeiro
Zagueiro Juan se despediu do futebol no jogo Flamengo x Cruzeiro -
Rio - Ainda estamos distantes de uma solução para início do Campeonato Brasileiro desta edição. Mas, há exatamente um ano, o campeão da temporada passada dava o seu primeiro passo rumo ao heptacampeonato de sua história. Ainda comandado por Abel Braga, o Flamengo recebia um Cruzeiro que era tido como um dos postulantes ao título, na ocasião, pela estreia do Brasileirão-2019. A vitória foi rubro-negra, por 3 a 1, de virada, no Maracanã e encerrando uma a invencibilidade de 22 jogos da Raposa - que viria a ser rebaixada.

Naquele 27 de abril, o principal responsável pelo triunfo foi Bruno Henrique, que marcou duas vezes. Gabigol completou o marcador favorável e, curiosamente, viu um atual companheiro abrir o placar: Pedro Rocha. Só que o protagonista da noite, de fato, saiu do banco de reservas.

Isso porque, na reta final daquela partida, Juan entrou na vaga de Everton Ribeiro e se despediu do futebol diante da Nação no Maracanã, cujo público presente foi de 35 mil pessoas. Nem mesmo o susto envolvendo Rodrigo Caio, que recebeu uma forte pancada de Dedé na cabeça e saiu de campo direto para o hospital, ofuscou as homenagens ao ex-zagueiro.

A NOITE DE JUAN
— Flamengo (de ) (@Flamengo) April 27, 2019
Juan entrou em campo aos 45 minutos do segundo tempo, quando o placar já estava consolidado. A torcida foi à loucura do momento em que Abel chamou o zagueiro até a própria entrada do jogador dentro do gramado. Nas arquibancadas, foi possível ouvir gritos de "melhor zagueiro do Brasil".

Nas duas passagens pelo Fla, uma no início e a outra no final da carreira, Juan somou 332 partidas pelo clube, com 33 gols marcados, sendo, ao lado de Júnior Baiano, o zagueiro que mais balançou as redes pelo clube da Gávea. Já os títulos do ídolo foram: Copa Mercosul (1999), Copa dos Campeões (2001) e Campeonato Carioca (2000, 2001, 2017 e 2019).

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 1 CRUZEIRO (BRASILEIRO)
Data:
27/04/2019
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa)
Renda: R$ 1.311.592,00 Público: 29.459 pagantes / 35.016 presentes
Cartões amarelos: Pará, Léo Duarte, Gabigol e Diego (Flamengo); Murilo, Lucas Romero, Edilson, Fred, Mano Menezes e Thiago Neves (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Murilo (Cruzeiro)

Gols: Pedro Rocha, 39'/1ºT (0-1); Bruno Henrique, 40'/1ºT (1-1) e 21'/2ºT (2-1); Gabigol, 44'/2ºT (3-1)

FLAMENGO (Técnico: Abel Braga)
Flamengo César, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Arrascaeta (Diego); Everton Ribeiro (Juan), Bruno Henrique e Gabigol.

CRUZEIRO (Técnico: Mano Menezes)
Fábio; Edilson, Dedé, Murilo e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Lucas Silva) e Rodriguinho (Thiago Neves); Marquinhos Gabriel, Pedro Rocha (Rafinha) e Fred.

OS MELHORES MOMENTOS

Comentários