O técnico Jorge Jesus não tinha sintomas do novo coronavírus - Daniel Castelo Branco
O técnico Jorge Jesus não tinha sintomas do novo coronavírusDaniel Castelo Branco
Por O Dia
Rio - Fora do Flamengo desde meados de 2019, quando se juntou ao Al-Hilal, Cuellar foi um dos atletas mais importantes da equipe nos últimos anos. Contudo, o processo de saída do clube desgastou a relação do colombiano com o torcedor do Rubro-Negro. Recentemente, o volante participou de brincadeiras nas redes sociais com Gabigol e Diego. No entanto, o meia afirmou que não se tratou de uma 'cavada' para retornar à equipe.

"Não, cavando não (para voltar ao Flamengo). Nunca vou fazer isso. Com o que eu fiz no Flamengo, ganhei respeito dos torcedores e não tenho por que cavar uma vaga, ainda mais nesse time, que está bem arrumado. Não vejo a necessidade de cavar. Não sei quem falou isso, que estou querendo voltar. Não tem nada disso", disse Cuellar em entrevista ao canal 'Pilhado'. O jogador aproveitou para esclarecer a saída do clube.
"Foram momentos muito lindos, vivi um sonho, mas uma hora eu tive que acordar. Desfrutei muito com a minha família, mas no final tive que tomar uma decisão. Não me julguem sem saber o que aconteceu na verdade, em todo esse tempo. Dos 45 milhões de torcedores (que o Flamengo tem), acho que uns cinco milhões estão me xingando, o restante continua me respeitando pelo que fiz e acredita em mim, que tomei uma decisão que eu tinha que ser tomada", encerrou.